Um diário de vida, viagens e estilo.

A falsa magra: um breve relato sobre minha gordura invisível

julho 13, 2016
Nunca, na história do Brasil, eu compreendi tão bem uma expressão na minha vida. A falsa magra. Aquela serumaninha que todo mundo acha que está magra, mas não é bem assim. Esta sou eu agora. Carolina B., 30 anos, Falsa Magra e Blogueira prostituída. Brinks. kkkkkk

Agora falando sério: esta sou eu no momento. Não estou em choque com as recentes revelações sobre a minha saúde, mas com um certo pesar por ter me deixado chegar até aqui. Vou contextualizar vocês: eu sempre fui atleta. Anos de ginástica olímpica, natação, ballet, vôlei, musculação, atletismo, o que ia aparecendo da minha frente eu ia fazendo. Sempre fui uma criança competitiva e o esporte é o melhor cenário possível pra gente competir de forma saudável né? Então uma das minhas aulas preferidas era a de educação física.

Até o momento em que rompi o ligamento do joelho direito. Depois o do joelho esquerdo. Depois todas as aulas de educação física viraram a certeza de que eu ia deslocar o joelho, ia pro hospital e só voltaria a me exercitar quando o joelho desinchasse. Depois o joelho nem inchava mais, ficava apenas dolorido, mas deslocava semanalmente. Depois não pude mais fazer ginástica nem ballet por conta dos impactos no solo. O joelho deslocava abrindo espacate. Depois parei a natação porque desloquei o joelho dentro da água, enquanto nadava. Depois parei todos os esportes e fiquei na musculação apenas, mas não era feliz, porque não tinha uma equipe pra competir comigo e isso me desmotivou.

Por fim comecei a deslocar o joelho em situações ridículas como descer uma escada, vestir uma calça jeans ou pisar na embreagem do carro. Sim, pasmem, aconteceu. O ponto crítico dessa história aconteceu aqui no Rio de Janeiro, assim que cheguei na cidade, quando desloquei o joelho de forma tão grave que quebrei a rótula, passei meses mancando até finalmente operar e....a cirurgia deu errado, de modos que até hoje não dobro o joelho completamente, sinto dores nele, no pé, na perna toda e ainda desenvolvi umas tendinites bizarras e por fim uma dor constante no nervo ciático. Só desgraça!

Ao longo desses 30 anos, o que eu mais amava, que era pular, dar cambalhota, correr, fazer exercício, virou sinônimo de dor e é MUITO ÓBVIO que o cérebro dá um jeito de evitar nosso sofrimento a qualquer custo. O meu encontrou um caminho bem fácil: o sedentarismo. 

Eu entro e saio de uma academia pra outra, do pilates pra yoga, da yoga pro crossfit, depois volto pra academia e nada dá certo. Acabo desistindo com menos de um mês, simplesmente porque não sentir dor é mais confortável do que sentir né? hehehehe

Corta a cena pra outro momento: em agosto do ano passado eu tive uma gastrite emocional tão severa, mas tão severa, que fui parar no hospital várias vezes no mesmo mês. Vômitos, dores tão intensas que parecia que tinha um dragão rasgando meu estômago de dentro pra fora. Era uma dor insuportável, com direito a gritos horríveis pelos corredores da emergência. Nos exames, tudo ok. Não era vesícula, não era úlcera, nada. Mas na endoscopia lá estava o problema: um estômago tão ferido, tão ferido, que nem o remédio eu aguentava tomar.

Fui me tratar com minha homeopata e foi um alívio. Odeio tomar antibióticos e todo tipo de remédio que mais debilita do que ajuda nosso corpo, então sempre procuro tratamentos alternativos. Porém, entre a primeira internação e a cura, eu passei cerca de 3 meses comendo apenas frango, arroz branco, melão e água de côco. Nada mais parava no meu estômago. Fiquei com 45 kg, as calças caindo junto com o cabelo, um horror. É claro que não expus nada disso no blog, porque sempre entendi que este deveria ser um lugar mais leve e tal. Mas acho que, sendo este um blog super pessoal, com grandes lições aprendidas e compartilhadas ao longo dos últimos 7 anos, por que não dividir isto também, né?

Então voltando: 45kg em agosto de 2015. Eu confesso que estava gostando desse peso, porque sou muito baixinha e acho que fico ok estando mais magra. Mas a privação de comida durante 3 meses me fez entrar numa espécie de ressaca! Em setembro, quando eu já estava boa da gastrite, comecei a comer toda a gordura do universo, sem dó nem piedade. 

De 17% para 29,7%. ONDE SE ENFIOU ESSA GORDURA TODA?
Alguém mais entendida me ajuda a resolver esse mistério? Estou realmente precisando entender isso!

Tudo sob controle, só que não. Resultado: 52kg. 7kg a mais de agosto pra cá. Nem parece que engordei isso tudo né? Mas causou um estrago invisível aos olhos. Os quilos foram recuperados (e superados!) rapidamente e este ano eu resolvi fazer um checkup, uns exames de sangue, um cálculozinho de percentual de gordura e PAM!!!! Estrago feito: 30 anos, colesterol ALTO (alto, ok? alto) e 29,7% de gordura corporal, um percentual até dentro do "normal" para alguém da minha idade, mas que o ideal mesmo é que fosse um pouco mais baixo. (mas pra confirmar isso eu vou numa nutricionista em breve! hehehe)

"Carol, entre numa academia, porque eu não quero ter que prescrever remédio de colesterol pra alguém tão jovem quanto você". Foram as palavras da minha médica. TRINTA ANOS, porra. 

Comecei a assistir vários documentários sobre a alimentação que temos hoje em dia, a quantidade de agrotóxicos e produtos processados que consumimos, as gorduras e açúcares que ingerimos diariamente e a dependência que esse consumo causa no nosso organismo e percebi o que é muito claro: tá rolando uma gordura extra aqui, apesar do meu corpo ser considerado magro. 

(Assistam no Netflix: Fat, Sick and Nearly Dead | Fed Up | Cooked | Food Matters)

Então acho que este é o momento em que eu só tenho mesmo uma saída: praticar exercícios e mudar minha alimentação ou....praticar exercícios e mudar minha alimentação. hahahaha Porque na foto eu tenho consciência que meu corpo está bom, mas na realidade ele não está. Não pretendo ser uma musa fitness (apesar do meu potencial genético kkkkkkkkk #carolhumildona), mas preciso muito cuidar da minha saúde. Todas as partes do meu corpo doem constantemente, eu tenho quedas de glicose, enjôos, dores de cabeça, gastrite eterna, indisposição, falta de ânimo e isso tem tudo a ver com o que estou colocando pra dentro do meu corpo. E eu só tenho TRINTA ANOS, porra.

Se essa mudança me tornar uma musa fitness, ótimo hahahaha, mas não é esse o objetivo. O objetivo é ser mesmo mais ativa e comer comida saudável, preparada em casa, investir mais em produtos orgânicos do que em remédios e fazer escolhas melhores, apesar de eu adorar uma feijoada caprichada no bacon. kkkkkkkk Não sei se vocês vão gostar de acompanhar essa saga por aqui, mas minha ideia é compartilhar algumas receitinhas práticas - não aquelas gororobas fit bizarras que parecem ração, porque eu não faço dieta com comida ruim kkkkk - mas de comidas reais, gostosas, feitas com sabor e amor. Tudo na base da experimentação mesmo. Será que rola?

Quem sabe daqui a alguns meses eu reverta meu quadro e compartilhe só boas notícias por aqui né? Espero que sim. Por enquanto vou sentindo dor em todos os treinos, até que a dor vire motivação e eu vire a musa da saúde pra me exibir!

"Pra se exibir pra quem, Carol, sua metida?" 

Pra minha médica. #morradeorgulhoDraIsabel. 
HAHAHAHAHA  

72 comentários on "A falsa magra: um breve relato sobre minha gordura invisível"
  1. Estamos aí, juntas, passando pela mesma situação.
    To precisando criar vergonha na cara. Mas é bom saber que não estamos sozinhas.
    Beijos!

    http://www.manteigaderretida.com/

    ResponderEliminar
  2. Sofro do msm tipo de gastrite, e é a pior coisa do mundo, não tem remédio q solucione minhas crises!!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo13.7.16

    52kg!!! Que inveja. Tenho 1,52 e mesmo com musculação diária não passo dos 46kg... E não, não estou com 30, estou com um pouquinho á mais... E sim, como feito um servente de obra, só evito o básico: doces e frituras...

    ResponderEliminar
  4. Oi Carol!! Adorei o post! Tenho 32 anos e estou na mesma situação!! No momento estou fazendo natação e já percebi que os enjoos e as tonturas pararam!! E simm, quero muito post com receitinhas!!! Estamos juntas! Bj
    www.desesperofashion.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Carol, vou adorar acompanhar suas receitinhas por aqui!!! Passei pro mestrado na Unicamp e tô morando sozinha depois de 25 anos com as mordomias de casa de mãe... Tenho a vantagem de poder almoçar no restaurante universitário, o que é ótimo, mas prefiro jantar em casa, pra não enjoar e pra poder comer mais leve, então vou amar ver suas dicas! ;) Em relação aos exercícios, eu tô fazendo pilates (aqui em Campinas tem mts estúdios!) e tô achando muito bom! Já emagreci e estou bem definida, além de dar uma melhorada na minha dor nas costas. Acho que pra você que tem problema no joelho seria melhor do que academia, porque com o acompanhamento da fisio, ela vai poder te passar exercícios que não te façam sentir dor. E o resultado é bem impressionante, tô com um abdômen que nunca tive hahah :) Boa sorte, torcendo por você!!! <3

    ResponderEliminar
  6. Também estou na mesma. Oh Deus!
    O pior é que eu me alimento bem, claro que as vezes enfio o pé na jaca, mas é mais fim de semana e tal.

    A minha nutri disse que o anticioncepcional é um vilão pra criar gordura no corpo, pois sem testosterona nada vira músculo. Eu parei de tomar e agora minha SOP voltou e não menstruo a 4 meses. Não sei o que é pior :(

    ResponderEliminar
  7. Estou na mesma, mas descobri que um grande vilão é o anticoncepcional. Sempre quis parar de tomar e depois de todos os exames eu tomei coragem e parei. Tomando ele, o nível de testosterona do nosso corpo despenca e chega a 0% então não criamos músculos com facilidade e tudo vai virando gordura (fui em uma nutricionista). Parei de tomar, mas, pro meu azar minha SOP voltou e estou sem menstruar faz 4 meses.

    O pior é que como super bem, meu percentual de gordura estava 26% mas o colesterol estava bom. Comecei a praticar muay thai e quebrei o pé. Fiz exames novamente e o colesterol subiu =/

    Hahahaha não é fácil essa vida, vc melhora uma coisa, mas piora a outra.
    Também não gosto de me entupir de remédios e não quero voltar a tomar anticoncepcional, mas confesso que estou quase desistindo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo28.7.16

      Desculpa intrometer... Mas um outro medicamento que controla SOP é o Glifage. É remédio, eu sei, mas não tem outro jeito para essa condição super chata que é SOP. Ele é gratuito (pela farmácia popular) porque na verdade é um remédio para diabetes. Não vou entrar em detalhes porque não sou médica, mas sugiro que vá a um bom endocrinologista que ele vai te explicar.

      Eliminar
  8. Fernanda13.7.16

    Vou amar as receitinhas! Eu estou com 23 anos e colesterol alto, ALTO, igual você disse. Haha E entendo perfeitamente isso da falsa magra, tenho 1,68 de altura e ninguém diz que existe tanta gordura assim em mim haha!

    ResponderEliminar
  9. Compartilha sim Carol

    bjs

    ResponderEliminar
  10. Posta Carol, posta!!! \o/
    Já estou ansiosa pelas receitas. Preciso me reeducar também, sinto um desânimo sem fim, sem contar as dores e sei q isso é por causa da alimentação e sedentarismo.
    Falta motivação pra mudar tudo!

    Vamo que vamo!
    Beijoss

    ResponderEliminar
  11. Tamo juntas, Carol! Minha saúde também está completamente F*d1d4 e, porra, eu só tenho VINTE E CINCO ANOS!hausdhuahua (Pode acreditar!).
    Vai ser ótimo (creio que motivador) ver você compartilhando sua forma de salvar a sua saúde, assim talvez eu me disponha a melhorar a minha também! :D
    Vou aguardar as receitinhas saudáveis e gostosas (Adoro comer, mas e a preguiça de cozinha?haha).O único avanço que fiz ultimamente é que estou cortando ao máximo os industrializados, mas o excesso (excesso meeeeesmooo) de doces...
    Bom, vamos caminhar (literalmente rs) para uma vida mais saudável! Boa sorte e ânimo pra gente!!!

    beijos <3

    ResponderEliminar
  12. Carol de uma olhada no ig da nutricionista Lara Nesteruk, ela segue essa linha mais natural, sem gororobas, comida de verdade. E vale a pena tentar o crossfit de novo, atividade dinâmica, delícia!
    Bjks

    ResponderEliminar
  13. Carol, sou igual a você, minhas gordurinhas estão aqui, mas estão meio escondidas kkkk Com os meus 56-57Kg, meu colesterol não está alto, mas poderia estar um pouquinho melhor. Quanto ao peso, nem ligo, sabe? Engordei uns 4 kg depois que casei, eu pesava uns 53... Mas gosto do peso que estou agora. Antes eu me achava gorda e hoje acho que estou ótima :) Mas meu maior problema é o sedentarismo - mas diferente de você não tenho dores, é preguiça mesmo! Faço pilates, mas só isso não adianta, então vou deixando pra um dia, mais pra frente, quem sabe... preciso tomar um rumo nessa vida igual a você! Alimentação é super importante, acho até mais importante que exercício, e foco nisso, faço preparações saudáveis em casa, nada de fritura... apesar que às vezes enfio o pé na jaca e como um hamburgão, que ninguém é de ferro né!
    Beijos!
    www.simpleness.com.br

    ResponderEliminar
  14. Anónimo13.7.16

    Entendo o que você tá passando. Sou bem magra e também era do tipo atleta, mas me descuidei. Com 25 anos, meu colesterol aumentou, tive várias infecções intestinais nos últimos meses de comer mal. Acho q isso vai ajudar as leitoras tb que querem melhorar a qualidade de vida.

    ResponderEliminar
  15. Carol, olha esse blog: http://www.lowcarb-paleo.com.br/

    ResponderEliminar
  16. Daniela Francisca13.7.16

    Eu tenho 35 anos Carol e tô passando pelo mesmo problema... estômago, triglicerídios e colesterol gritando e o ânimo quase zero. Também recebi um xeque-mate do doctor e decidi pesquisar muito sobre alimentação e hábitos saudáveis, estou adorando a série do canal Panelinha ensinando sobre a comidade de verdade.
    Sou leitora assídua e já estou ansiosa para acompanhar suas dicas com receitinhas e tudo. Bjos!

    ResponderEliminar
  17. Larissa13.7.16

    Muito por acaso eu achei essa matéria hoje no face! Meu Deus sou eu todinha! kkk 28 anos e colesterol alto, sendo magra! tenho entre 51/52 também! Ngm acredita no meu alto colesterol nem eu! mas diferente do seu caso, eu sempre fiz atividade e nunca parei! a médica disse que pode ser genético! Que bom..nada que eu faça vai mudar muito minha situação! mas vamos vivendo! Te entendo! toca aqui parceira!

    ResponderEliminar
  18. Carol, adorei seu relato. As pessoas tem mania de associar peso com saúde, mas nem sempre é assim. Eu tenho 27 anos, estou acima do peso (cerca de 80kg para 1,65m), em poucos momentos da minha vida fui sedentária e tenho a saúde excelente. Meus exames anuais recebem parebéns da nutri toda vez. Não que eu esteja satisfeita com meu peso, mas a qualidade dos alimentos que ingere está diretamente ligada à saúde... e a quantidade, ao peso! hahaha... Mas como você não tem problema com quantidade, é exatamente na qualidade que precisa se precoupar. Acho que fazer esse projetinho no blog vai te manter bastante motivada, e por deixar que quem te segue (e eu te sigo há muito tempo, a única blogueira que sou fã.. inclusive morro de risada com seus snaps!) vai estar aqui pra te ajudar a manter o foco! Beijos e sucesso!

    Brunna Mancuso

    ResponderEliminar
  19. Super apoio as postagens, tb preciso diminuir meu peso e percentual de gordura, vai fundo!!!

    Bjo

    ResponderEliminar
  20. Eu vou adorar receitinhas saudáveis! Eu apoio!

    ResponderEliminar
  21. Anónimo13.7.16

    Totalmente juntas!!!
    Loka pra ver essas receitinhas... hihihih
    Esses dias fiz almôndega de frango pra variar o frango da dieta e olha... ficou MARA!
    Só moer no mixer com temperinhos a gosto e congelar as bolinhas... Não precisa ovo, nem farinha nem nada! Só deixo a dica de não moer muito pequenino pq na hora de fazer resseca um pouco...
    =D
    #carolmastercheffit #carolmusafit

    Anna Camila

    ResponderEliminar
  22. Anónimo13.7.16

    #tamojunta também! Vou ADORAR aprender suas receitinhas, viu? Tô aqui na espera.

    Vc conhece o canal/blog da Isa? http://nanossavida.com/ - ela sempre posta receitinhas leves e naturebas, mas sem perder a essência do "comer bem".

    Beeeeijo, Carol! Vc é uma querida!

    Tati G

    ResponderEliminar
  23. Oi Carol, adoro seu blog e seus textos. Comento muito pouco mas, gostaria de deixar uma dica pra você. A uns 4 meses eu comecei a mudar minha alimentação. Tive o mesmo estalo que você, precisava parar de comer porcaria e passar a comer comida de verdade. Emagreci 8kg de lá pra cá. Tem gente que acha pouco para longos 4 meses, mas pra mim fez muita diferença (principalmente porque, mesmo depois de ter me inscrito na academia, tem semana que só vou duas vezes). Frequentar uma nutri me ajudou bastante, mas ela não está todo dia com a gente. Justamente por isso, foi seguindo uma no snapchat que me ajudou bastante. Segue você também, o nome dela é Bruna Vilela. Elá é linda, estilosa e compartilha as melhores receitas pra viver nesse mundo saudável de meu deus. Ela tem insta também, com cada foto linda de morrer. Tenho certeza que vai te inspirar: https://www.instagram.com/brunavilelanutri
    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  24. Carol, eu tô com 23 e já na turminha da gastrite bizarra - meu problema foi emocional, semelhanças?. Há dois anos tive um grande susto e daí tenho tentado comer melhor. Não frango e batata doce (Deus me livre rs), mas separar um tempinho pra fazer a própria comida, que já ajuda bastante. Sou do pensamento que posso comer de tudo, desde que exista um equilíbrio.
    Amo batata frita, mas tenho feito no forno. Amo sorvete, tenho procurado fazer de frutas. Amo hambúrguer, tenho feito em casa pra evitar todos aqueles conservantes. Óbvio que como na rua- amo gordice - mas só gasto meus pontos com coisas que realmente valem a pena! Rs
    Tem várias receitinhas fáceis e gostosas no YouTube, da uma olhada ;)

    ResponderEliminar
  25. Veja o blogdamimis.com.br
    tem receitas ótimas para dieta.
    Também tem exercícios, mas ela pode, nós joelholesionadas, não podemos fazer o ela faz.
    Mas as receitas valem a pena.
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. Carol, sou magra, apesar de que meu corpitcho nunca foi e nem será como o seu: aquela genética péssima rs, mas estou bem feliz e me sentindo linda mesmo assim, obrigada! Rsrs

    Em 2014 descobri que meu colesterol e triglicerídeos estavam super altos, hdl baixíssimo, fígado indicando mau funcionamento, gordura em 33%... Comecei também uma saga pela busca da saúde, entre personal trainer, nutricionistas, blogueiras fitness (da depressão) e outras coisas mais... Por motivos de: VINTE E QUATRO ANOS, PORRA!

    Mudei totalmente meu estilo de vida, hoje corro lindos 10km numa boa e os exames estão uma lindeza só!

    Acho que não tem nada visual que me motive tanto, mas nesse ponto estou com você, saúde é minha motivação!

    Enfim... Depois de anos nessa saga, lendo milhões de coisas, tentando mil receitas bizarras, a pouco descobri duas páginas lindas e maravilhosas que se alinham muito a minha forma de pensar e, pelo que percebo, acho que tem a ver com a sua também e quero deixar aqui pra você, se te interessar:

    - https://www.facebook.com/naoedietaevida/
    - https://www.facebook.com/Naosouexposicao/

    Acho essas páginas lindas. Fico bem mais tranquila com isso tudo com elas em minha vida.

    Um beijão, amo seu blog!

    ResponderEliminar
  27. Ahhh Carol, melhor decisão ever. Pena ter tomado essa decisão nessa situação extrema, mas antes tarde do que nunca. Na verdade a industria alimenticia e a industria farmaeutica trabalham lado a lado. Alimentação de verdade adquirida na feira, hortifruti é o melhor "remédio p/nosso organismo e p/nossa saude. Parabéns e divide por aqui esse seu novo dia a dia com a gente.

    ResponderEliminar
  28. É Carol, me sinto igual a você, sem as dores no joelho, mas com gastrite, dor de cabeça, rins.... e tenho 28. Sabemos que isso é consequência da alimentação. Estou com você. Te acompanho a tantos anos que me sinto quase sua amiga...

    ResponderEliminar
  29. Manda ver Carols e é isso aí nada de comida com cara de experiência mal sucedida. Sejamos feliz comendo aquilo que fica lindo de se ver, gostoso pra comer e que faça bem a saúde.
    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Nossa, Carol! Toma mesma que você, 30 anos e colesterol e gordura corporal altos, além do fato de ter engordado 25 kg em 2 anos(não me pergunte como). Comecei em 01/07, uma reeducação alimentar, cortando tudo que me faz mal. Estou fazendo várias receitinhas que nem parecem ser dieta, qualquer coisa é só pedir. Boa sorte nessa sua jornada!

    ResponderEliminar
  31. Resumiu minha vida: 'Todas as partes do meu corpo doem constantemente, eu tenho quedas de glicose, enjôos, dores de cabeça, gastrite eterna, indisposição, falta de ânimo e isso tem tudo a ver com o que estou colocando pra dentro do meu corpo.' E eu só tenho recém feitos 26 anos. Ou seja, tamu junto tentando uma vida mais saudável e menos dolorida. Força, Carol e espero que tenha força por aqui também. rs
    beijos

    ResponderEliminar
  32. Tamo junto Carol! Passei por quase as mesmas coisas e agora estou controlando. A parte ruim é a academia que eu vivo me traindo. Mas o resto acostuma e tu começa a gostar (mas eu também piro no bacon, não só na feijoada - e de vez em quando poooode, o segredo é o equilíbrio). Beijos ❤️

    ResponderEliminar
  33. Larissa13.7.16

    Bem que eu estava achando você bem magrinha, Carol. Também tenho dores no joelho (por outros motivos), mas consegui me encontrar na musculação e agora aos 25 finalmente saí do sedentarismo. Apoio totalmente as mudanças boas nos nossos hábitos!

    ResponderEliminar
  34. saúde acima de tudo Carol!! posta sim, eu vou adorar acompanhar essa nova rotina (e pegar umas ideias pra mim tbm, claro)

    ResponderEliminar
  35. Gisele13.7.16

    Entrei numa dessas ano passado, prestes a fazer 30 anos e com o corpo todo cagado (na estética e na saúde), percentual de gordura passando dos 30, dores no joelho, nenhum preparo físico, deprimida, etc etc etc. Hoje quase um ano depois de ter entrado na academia e começado a fazer dieta me sinto mil vezes melhor, corpinho em dia (risos), sem dores, bem disposta e com a autoestima lá no alto. Pode ter certeza que mudar o estilo de vida vai te fazer super bem ;)

    Beijos

    ResponderEliminar
  36. Esse relato me caiu como uma luva. Estou de férias e o que mais tenho feito é dormir. Pulo refeições e o cansaço se abate sobre mim quase todos os dias. Sou magra, mas sinto que esta situação não está legal. Foco Carol, que eu vou tomar vergonha na cara e tentar ser mais ativa. Beijoux

    ResponderEliminar
  37. Gente totalmente contemplada pelo 'falsa magra'!! Pior que todo mundo sempre fala que você tá 'tão magrinha' ou então 'tá reclamando de que?' mas a gente sabe que tem aquel culotinho e aquela pochetinha a mais do que nosso corpo está acostumado!
    O problema é que por conseguir disfarçar com algumas roupas eu acabo não conseguindo focar tanto e me incomoda mais quando estou de biquini ;/ É dificil mas: FALSAS MAGRAS UNI-VOS!! hahahah
    :***
    www.amosoublog.com

    ResponderEliminar
  38. Anónimo14.7.16

    "Todas as partes do meu corpo doem constantemente, eu tenho quedas de glicose, enjôos, dores de cabeça, gastrite eterna, indisposição, falta de ânimo e isso tem tudo a ver..." também com o stress decorrente do trabalho?

    ResponderEliminar
  39. Oi Carol, eu tb cheguei aos trinta e foi terror e pânico! Fui a uma nutri recentemente e ela segue a linha low carb high fat... Soa estranho Qnd se pensa em perder peso, gordura, medidas e tal, mas Qnd se conhece melhor essa linha, tudo passa a fazer sentido!
    Dê uma pesquisada, acho q cê vai gostar!
    Boa sorte pra nós,
    beijos companheira!

    ResponderEliminar
  40. Nunca comento, mas é engraçado como você consegue fazer as coisas parecerem leves, até mesmo contando dos problemas que vem passando, boa sorte na nova jornada.

    Ps: a tag do fim foi ótima HAUHUAHAUHUAHAUHAUHAUAHUAH

    ResponderEliminar
  41. Carol, sigo a nutricionista Lara Nesteruk (@laranesteruk) e ela tem uma abordagem muito bacana sobre dieta e tudo mais. vale a pena segui-la. Ela compartilha também algumas receitinhas! Beijos!

    ResponderEliminar
  42. Carol, vou adorar receitinhas por aqui. Realmente, sua imagem não corresponde a esses percentuais. Ahahaha
    A minha irmã tem um tipo de corpo em que apesar do peso aumentar, ela mantém uma ideia de que está tudo em cima. Ao fazer exames, descobriu que tem gordura no fígado. Não sou médica (e ela ainda não consultou o médico), porém acredito que seja essa a gordura que eu procurava e não aparecia na barriga/coxa/culote dela kkkkkk
    Beijos

    ResponderEliminar
  43. Nossa Carol! Que triste o problema no seu joelho, minha vida é praticar atividades físicas (menos musculação que odeio, mas preciso fazer), mas se o que você pode fazer é musculação, faça com prazer, tente encontrar prazer de alguma forma. Olhe o lado bom, vc não tem joelhos bons mas tem um bom potencial para ficar com o corpaço mais aço ainda rs. Eu coitada, corro há dois anos, nado, cuido da alimentação e minhas gordurinhas não me largam. Enfim, cada um com seu problemas. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  44. Audineia14.7.16

    Carol, dá uma olhada no blog da Rita, The Busy Woman and the Stripy Cat. Ela também iniciou uma dieta, só pra vc ver como ela usa o blog pra registrar o dia-a-dia.

    ResponderEliminar
  45. laís14.7.16

    Olá! A alimentação é a principal vilã. Tenho 28 anos, e há 5 parei com leite, refrigerantes e sucos industrializados; grãos somente integrais; carne vermelha zero, porco e peixe são mais frequentes e frango só caipira (muito de vez em quando, da feira ou do quintal da minha avó). Açúcar refinado zero também, em casa somente demerara ou mascavo orgânicos. Mas a única coisa que eu colocava açúcar era o café, hoje já tomo café sem açúcar. Frutas e verduras da feira. Bebo bastante água e chás. Lógico que podemos comer pizza, tomar cerveja, vinho nos finais de semana, mas hoje faço tudo com moderação, cozinhando tudo em casa!!! É interessante notar como o nosso corpo se comporta diante da ingestão de diferentes alimentos. Aí você vai amadurecendo a sua rotina, sua dieta, o que dá e o que não dá certo.
    O resultado: HDL bem alto (65 - 70), LDL e triglicérides baixos. O único problema é que descobri num exame de rotina um carcinoma na tireoide e vou precisar retirar a glândula. Mas vamos caminhando. Boa sorte, Carol!

    ResponderEliminar
  46. Eu estou exatamente na mesma situação!!!
    Tenho 24 anos, engordei 5 kg que não sei onde foram parar pois continuo magra como sempre fui, com o colesterol alto e desesperada pq por mais que esteja melhorando minha alimentação não consigo abandonar o chocolate =´(
    Vai ser muito bom acompanhar receitinhas boas e saudáveis!!!

    ResponderEliminar
  47. Carol, já fui igual você até cerca de 1 ano atrás, quando cansada de tanto antibiótico (para cistite, onde minha somatização leva as doenças), resolvi procurar uma nutricionista que me ajudasse a melhorar imunidade, síndrome dos ovários policísticos e um longo etc., tudo sem industrializados, porque sempre amei cozinhar e fui "rotulofóbica".
    cheguei na minha nutri e descobri o mundinho paleo e lowcarb, e acredito que pode se encaixar perfeitamente no que você busca, sendo que minha nutri numa coincidência do destino hoje em dia mora no RJ! se isso servir de referência é ela que prescreve as dietas de deborah secco, flavia alessandra e juliana paes, aguardando ficar igual elas, hahaha

    segue o blogue dela:

    http://foodtrainlove.blogspot.com.br/

    o instagram é @nutrinandamuller

    e também queria te mandar um blogue que fala sobre colesterol, triglicerídeos e tal, te mandei um chat no snap hoje e acho que vai ser bem importante para ti!

    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/06/colesterol-i.html


    beijos e uma boa jornada!

    ResponderEliminar
  48. Carol, para essa questão do joelho, procure agendar um tratamento no hospital Sarah Kubitscheck ( pode agendar pelo site deles). Não sei se tem unidade no Rio, de repente vale a pena você marcar consulta em Brasília para se livrar das dores que você relata. Meu irmão operou lá e a cirurgia foi muito bem sucedida.
    Bjs

    ResponderEliminar
  49. Ah, Carol, não precisa publicar meu comentário (sobre marcar no Sarah).
    Não deixe de marcar, você estará em boas mãos. As pessoas pensam que é difícil conseguir vaga lá e nem tentam e deixam de ter acesso a um dos melhores tratamentos que se oferece no Brasil.
    Bjs e boa sorte!

    ResponderEliminar
  50. Faz acupuntura!!!
    Tá sendo ótima p mim!!

    ResponderEliminar
  51. Faz acupuntura!!! Está sendo ótima p mim!

    ResponderEliminar
  52. Já eu sou gorda de ruim. Não como tanto assim, e o que eu como em geral é bem ok. Não tenho nenhum problema associado ao sobrepeso. Colesterol normal, triglicerídeos, glicose, e outros tantos exames, tudo na mais perfeita ordem. Só não consigo perder muito peso, perco 4 ou 5kg e não sai disso. Parece que só emagreço mesmo se viver à base de salada mesmo :'(

    ResponderEliminar
  53. Oi filha, é a tia Lêla!
    Cadoda, querida, em breve eu vou seguir o programa "Fórmula 47" do Tiago Bastos, que é um método que associa uma boa alimentação aos treinos HIIT e que promete chapar a sua barriga em apenas 47 dias, não por milagre mas sim pela sua ação. Você sabe que eu sou fã desses tipos de treinos, justamente porque levam poucos minutos, então quando você pensar em desistir, a série já acabou ahahahaha. Vou deixar o link aqui para você conhecer a proposta dele: http://emagrecimentoreal.com/formula47

    Beijokas portuguesas *-*

    ResponderEliminar
  54. Oi Carol, eu estava numa situação parecida com a tua em relação a porcentagem de gordura, e ainda meus triglicerídeos deram super alterados, mas cheguei ainda mais longe, a 33% de gordura corporal. Comecei a fazer exercícios diariamente, e em 2 meses, e sem dieta, perdi 2kg e 15% de gordura. Agora tenho 20% de gordura corporal, mesmo me sentido ainda acima do peso (o que não é o teu caso). Mas pra ver como é mto fácil perder gordura, é só se movimentar! Eu não gosto de musculação, por isso faço TRX e bike, agora estou fazendo uma reeducação alimentar (tirei farinha branca, incluí frutas) e vejo que rapidinho meu corpo vai estar super em forma! :) boa sorte no teu processo, e não te assusta que rapidamente o corpo volta a velha forma, ainda mais se tu tem um histórico de exercícios e músculos (o corpo em memória). Bjos

    ResponderEliminar
  55. Eu sou magra mas também sinto que tem algo errado aqui, estou sempre cansada e indisposta.Quero muito mudar minha alimentação pra ver se me sinto melhor.

    www.sembronzeadeor.com

    ResponderEliminar
  56. Carol querida, sei bem pelo que vc passa com as dores no joelho, com 22 anos quebrei o fêmur e desde então sofro dores constantes, óbvio que aumentei o peso e também estou em uma luta com a balança, não só para emagrecer, mas para tentar viver melhor, e tentei muitas dietas e o que consegui foi só uma intolerância a lactose. Desde então tenho tentado me reeducar na alimentação uma tarefa bem dificil por sinal... mas, tem sido bom redescobrir sabores esquecidos, então Carol se joga nesta nova fase de vida saúdavel e divida tudo conosco hein.
    Obrigada por dividir sua vida conosco, saiba que estamos juntas nesta luta!

    ResponderEliminar
  57. Carlona20.7.16

    Toma Pantocal Carol. Eu tomo uma caixinha 1x por ano.

    ResponderEliminar
  58. Você é engraçada! Boa sorte! Amo muito seus looks, mas vai ser bom ver vc compartilhando vida sáudavel!

    ResponderEliminar
  59. Me identifiquei, na verdade ainda não fiz os checkups, mas sabe quando você sente que há algo errado? Comida é algo que me tira do sério, e de uns tempos pra cá eu ando mais gulosa que nunca, nos meus 18 tava com 46, e hj estou sempre alternando entre o 51 e o 54, também sou bem baixinha, mas realmente me incomoda o fato de saber que isso é fruto de uma alimentação nada saudável, e super apoio essa sua ideia, também não gosto de comer ruim, aceito comer saudável, mas tem que ser algo mto bom =D

    beijos e sucesso nessa empreitada ;**

    ResponderEliminar
  60. Carool,

    Você poderia passar a referência de sua homeopata? Estou há tempos buscando alguma aqui pelo RJ...
    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  61. Uau! Ainda estou besta com seu corpo quando novinha... Que linda! Carol, não gosta de dançar? Dance algo que não exija tanto do seu joelho, mas não pare!
    Beijos
    Fica bem

    http://www.mulhermelhore.com/

    ResponderEliminar
  62. Olha Carol,
    Faz tempo que eu não sou mais falsa magra rsrs, passei de verdadeiramente magra para verdadeiramente gordinha. Os exames? quase todos bons, o maior problema mesmo é que o sedentarismo é f** e me faz cansar mais do que eu deveria com 27 anos. Eu sempre me alimentei mal. Sempre gostei de besteira, de chocolate de refrigerante e de fritura. Do final do ano pra cá, eu passei a conviver com veganos e, embora, não tenha me tornado uma ainda, comecei a rever muita coisa e cara, que mudança boa. Além de gastar menos dinheiro comendo na rua e comidas ruins, eu passei a ter prazer na minha alimentação e até em preparar minha própria comida ( e eu não sou nem chegada a cozinhar). Isso teve um reflexo até na minha profissão. Sou advogada, mas de abril pra cá, larguei a vida do terninho e das burocracias pra enveredar por um projeto muito lindo, baseado na economia solidária, chamado terra dos cocais que basicamente, tem como missão de vida, divulgar os produtos de coco babaçu para a população da região sul e sudeste. Temos o oleo e a farinha de coco. O óleo é tipo o de coco da praia que as pessoas já conhecem e chegam a pagar quase 30 reais em 200ml, por um oleo de coco "natural" sabor laranja rsrs..e a farinha é ótima para doenças gastrointestinais, úlcera, gastrite, cólicas, prisão de ventre, boa mesmo. Tudo faz parte da culinária popular, sabe!? e, o consumo desses itens é responsável pelo empoderamento de cerca de 400 mil mulheres que vivem essencialmente da renda extrativista e que tem uma história de luta FODA para terem direito a um trabalho de séculos que pecuaristas, fazendeiros e grandes empresas tentam tirar delas.

    Nesse texto eu conto um pouquinho melhor https://mirabolandoporai.wordpress.com/2016/05/03/economia-colaborativa-do-maranhao-para-o-mundo/ ( falo muito hahaha).. e quem quiser seguir a nossa saga, estamos no instagram no @economia.solidaria e no fb como /econo.solidaria

    É isso...!

    beijos

    ResponderEliminar
  63. Anónimo5.8.16

    Ah, também sou dessas viu? a vida inteira estacionada nos 48kg no matter what, mas desde o ano passado nos 52kg e subindo T.T so-cor-ro!

    deixa eu te perguntar uma coisa: e a sua mãe, carol? como ficou dps que vc foi morar com o boy? ela tá morando sozinha no seu antigo apê?

    beijinhos

    ResponderEliminar
  64. Estamos juntas Carol! A minha mudança começa a partir de agora!!! hahahah Foco e forca pra gente... Por que é difícil! hahaha Mas chegamos la! Beijos!

    ResponderEliminar
  65. Nossa Carol que dó desse seu joelho menina! Eu trabalho na área da saúde e costumo falar (e vivenciar!) que cirurgia de joelho e coluna dificilmente dão certo, infelizmente. Mas vc não teve mta escolha né, seu caso tava bem ruim!
    Eu faço crossfit e amo, acho que tem competição porém tem mais superação. Mas acho meio pesado pro seu joelho rs.
    Vc conhece a dieta Low Carb? Na verdade é mais um estilo de vida. Vc come super bem e não passa fome. Tem uma nutri que eu sigo no insta e no snap que adoro, chama LARA NESTERUK. Dá uma olhadinha.
    Enfim, boa sorte nessa nova caminhada!
    bjos

    ResponderEliminar
  66. Carol, te vi umas semanas atrás aqui em Botafogo. Você está ótima!! Estou na mesma situação, então entendo o que é estar aparentemente ótima. rs Posta sim...vou adorar e me inspirar. Beijos!

    ResponderEliminar
  67. Você é muito linda Carol hahahaha E ainda tem asc em capricórnio(também tenho♥).Nunca fuii falsa magra,sou o meio termo entre gorda e magra.É bem difícil de lidar,pois não fico bem em nenhum desses rótulos hahaha
    Beijão
    Dreamy

    ResponderEliminar
  68. Carol, você transcreveu meus pensamentos! obrigada pelo texto, motivou-me bastante.

    ResponderEliminar

Auto Post Signature

Auto Post  Signature