Sobre nomes e proporções

09:18

Dia desses me deparei com um comentário sobre uma das peças da minha loja: será que essa saia é midi? A saia é questão foi apelidada por mim de "saia longuete" só por ser um pouco mais longa do que saias "midis" da minha loja e um pouco mais curta do que as saias realmente longas. Esse comprimento "longuete" existe de verdade e compreende qualquer peça que esteja ali abaixo da panturrilha e acima o ossinho do calcanhar. 

Porém nomear certas roupas - e principalmente comprimentos! - faz com que muitas pessoas fiquem reféns dessa nomenclatura e esqueçam que qualquer comprimento de roupa vai ser diferente em cada corpo que esse comprimento vestir, porque nós não somos todas do mesmo tamanho. 

Se você é mais alta, a saia fica mais curta. Se é mais baixa, a saia arrasta no chão. Se tem mais quadril a saia "sobe" e fica mais curta. Se não tem quadril a saia "descai" e fica no tamanho certo. Ou seja, tudo no nosso corpo influencia diretamente na percepção de comprimento das nossas roupas e, inclusive, o tamanho do nosso busto, da nossa barriga ou até das nossas costas (ninguém considera as costas né? kkkk) pode ajudar a "subir" mais o comprimento de um vestido, por exemplo.

Parece coisa besta falar sobre isso, mas muita gente tem dificuldade em compreender que espaço seu corpo ocupa no mundo e, consequentemente, na roupa que veste. O hábito de tirar as próprias medidas é quase que restrito às avaliações físicas na academia. Aliás, muitas pessoas não sabem tirar as próprias medidas e se medem com réguas e trenas! Isso dificulta muito o processo de compra online, mas mais ainda o processo de compreender os tamanhos que vestimos.

Então a tal saia longuete em mim que tenho 1,54 ficou quase longa. Mas numa pessoa de 1,70 a mesma saia fica midi. Isto significa muita confusão da hora de escolhermos comprar ou não certas peças de roupa. Muitas vezes simplesmente esquecemos de uma coisa fundamental: saia midi, longuete ou até mesmo longa, são apenas referências de tamanho, mas não necessariamente serão midi, longuete ou longa em todos os corpos. Por isso resolvi fazer um esquema bem fácil de entender: criei 3 bonecas que representam mais ou menos as proporções corporais minhas, da minha amiga Larissa e da minha amiga Luciana. Nós três formamos uma escadinha de tamanho e em cada uma de nós, a mesma saia, do mesmo comprimento, veste de formas distintas. Vejam só:

Nudez e peitinhos kkkkk

Usei como referência a medida das saias da Prosa, que são de 82cm de comprimento. Em mim ela ficou longuete quase longa kkkkk, em Larissa ficou meio midi e em Luciana ficou o que chamamos de "comprimento clássico", que é logo abaixo do joelho.

Hoje, com uma loja online ativa, com clientes que nos enviam emails com dúvidas sobre tamanhos e medidas, eu percebo a existência dessa imensa área cinza de desinformação sobre modelagem. Muita gente consome moda, mas sequer compreende o que está vestindo. Muita gente também deixa de consumir certas peças justamente por não ter essa compreensão. E isso influencia em tudo na hora de comprar ou escolher um look, porque precisamos entender um pouco de proporção para saber se o que estamos comprando/vestindo vai ter o efeito ideal no nosso corpo. E o que eu chamo de ideal pode ser qualquer efeito, inclusive o de desconstruir nossas proporções.

Sabem essa regrinha básica - e chatíssima - de que mulher baixinha não pode usar comprimentos midis? Bom, isso é assunto para as proporções. Eu acredito que qualquer comprimento de roupa pode ser usado por todo mundo, basta apenas atentarmos para a proporção que aquela roupa vai ocupar no nosso corpo e trabalhar nisso. Eu, que sou baixinha, realmente prefiro me sentir mais alongada, mas não deixo de usar roupas que "achatam" a silhueta só porque alguém disse que eu não posso. Ao invés disso, eu busco um equilíbrio entre as duas partes do corpo: tórax e pernas. Já que quero evidenciar o comprimento - inexistente kkkk - das minhas pernas, então o foco é sempre delas.


Usar blusa curtinha com comprimentos midis é SEMPRE minha primeira escolha porque, ao posicionar a cintura das roupas lá em cima, eu passo a ideia de que minhas pernas são maiores. Tem dias que eu ouso uma desconstrução nas proporções, mas realmente me sinto melhor quando percebo que estou "proporcional". É claro que isso é uma herança cultural, essa necessidade de estar dentro de um padrão, mas é também um impulso animal que a gente esquece que tem: toda a natureza é proporcional e nosso cérebro busca a proporcionalidade a todo instante, em todas as coisas. Portanto sentir-se proporcional em frente ao espelho dá uma certa "segurança" que advém da nossa necessidade de ver as coisas "no lugar".

Daí que eu comecei a falar sobre comprimentos e acabei falando sobre proporção. Queria entender como meu cérebro vai "falando, falando, falando" e depois eu me ferro pra amarrar todo o assunto num texto com nexo, princípio, meio e fim. hahahahah Aqui vai minha tentativa:

Entender sobre o comprimento das roupas (e saber que são apenas referências) é compreender a proporção das coisas (matéria que deveria ser dada no colégio). A partir do momento que nós compreendemos nosso tamanho, nossa circunferência, nosso volume, fica muito mais fácil saber se determinadas roupas vão ficar boas ou não. Eu, por exemplo, compro quase sempre SEM EXPERIMENTAR e quem vai comprar comigo se surpreende com essa informação. Eu bato o olho numa peça e já sei se ela cabe em mim ou não e acerto 99% das vezes. Mas além de eu ter uma boa noção de modelagem e tecidos (isso ajuda muito!), eu tenho uma coisa mais importante ainda: a consciência das minhas proporções. E isso a gente aprende com muita observação e fita métrica!

E aí, gente? Curtiram esse tipo de post? :)


You Might Also Like

38 comentários

  1. eu tenho 1.57 e compartilho desse drama e agradeço seu esclarecimento. Muitas mulheres não entendem que o corpo e silhueta não são padrões. Principalmente pra nós mulheres brasileiras.

    ResponderEliminar
  2. Sim Carolz, curti!!! Aliás, é uma das coisas que sempre me fez deixar de comprar roupas ou compra-las deixar de lado, o acabava me fazendo colocar em brechós.

    ResponderEliminar
  3. Adorei, Carol! Tenho dificuldades e o texto me norteou um pouco. Ficarei mais atenta. :) Coisa boa essa frequência de post, viu! rsrs Beijosssss

    ResponderEliminar
  4. Priscila6.4.16

    Amei, Carol. Faz mais posts assim, sim :)

    ResponderEliminar
  5. Post aprovado!rs Saber mais sobre proporções sempre nos ajuda a ver o que nos faz sentir melhor. Concordo que regrinhas não são para serem sempre seguidas, mas conhece-las nos faz pensar melhor sobre se queremos seguir hoje ou não. Bjuss

    ResponderEliminar
  6. MEUDEUS! OBRIGADAAAA!!!! <3

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho muito desse problema. Imagino a roupa de um jeito em mim e quando visto é completamente diferente... Amei o post, bem esclarecedor, adoraria ler mais coisas aqui nesse estilo :D

    ResponderEliminar
  8. Adorei esse tipo de post! Arrasou nos gifs hahah

    ResponderEliminar
  9. Aff, seu blog tem que ser reconhecido internacionalmente. Que conteúdo fantástico!

    ResponderEliminar
  10. Talita monteiro6.4.16

    Carol essa saia seria evasê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oi Talita! Evasé não é modelo de roupa, é modelo de corte. evasé é qualquer modelagem que é menor em cima e vai abrindo embaixo. por exemplo, essa saia é sim uma evasé em camadas tamanho longuete. mas se fosse midi ou longuete toda justa no corpo, seria saia lápis. entendeu? :D

      Eliminar
    2. Talita6.4.16

      Ahhhh entendido !!!
      Obrigada Carol!

      Eliminar
  11. POST NECESSÁRIO!
    eu tenho 1,71 e sempre fui muito magra, quando há um ano atrás ganhei 10kg perdi completamente minhas referências! ainda tenho aquele espanto de me ver nas fotos de corpo inteiro e pensar: bah, que baita corpão/como sou grandona, essas coisas.
    vou tirar minhas medidas hoje mesmo :)

    ResponderEliminar
  12. Tudo de bom esse post Carol! Geralmente também acerto os tamanhos das roupas que compro só de bater o olho, e faz muito sentido isso de colocar a blusa mais curtinha com a cintura mais alta marcada, parece que a perna fica looooonga! Já peças com cintura baixa eu evito, me deixam muito achatada - além de marcar as gordurinhas kkkkk Confesso que às vezes quebro um pouco essas regras, gosto tanto de uma blusa mais compridinha rsrs mas acho que quando é assim, fica melhor uma blusa mais acertada no corpo e não muito larga, pelo menos pra mim é o que funciona!
    Bjsss
    www.simpleness.com.br

    ResponderEliminar
  13. Amei o post...como sempre... excelente texto Carol.��

    ResponderEliminar
  14. Maravilhoso seu post!!! Sou baixinha tb com 1,57m e todo mundo dizia que eu não poderia usar vestido longo até que eu apareci com um e todo mundo babou kkkkkkkkkkkkkkkkkk Foi só uma questão de proporção marcando a cintura hehehehehehehe

    ResponderEliminar
  15. Carol, super interessante esse texto, mas eu sempre fico com dúvida nesse assunto...

    Tipo, eu sou uns 2 cm mais alta que você, mas sempre que uso saias longas ou qualquer outra roupa com cintura alta, fico com uma sensação de que pode até estar alongando as pernas, mas dá uma achatada no tronco e fica esquisito.
    Só que em você, nas suas fotos, não fica... Será que é porque você é mais fininha em cima e eu tenho o tronco um pouco mais largo e os braços um pouco mais grossos (apesar de não ser gordinha)???



    Beijos!

    Clá | http://www.umagarotacarioca.com.br

    ResponderEliminar
  16. Amando o blog reheado de posts! :)

    ResponderEliminar
  17. Eu geralmente experimento por conta do caimento da peça, pois só de olho fico as vezes na dúvida, mas a maioria das roupas que compro só de olhar já sei se vai dar em mim ou não...dependendo do tecido pode até ser que eu vá levar direto sem experimentar (e funciona), mas vez ou outra eu realmente preciso conferir se aquele caimento vai ficar como eu imagino
    bjs

    ResponderEliminar
  18. Muito bacana seu post, Carol. Me impressiona sua capacidade de sintetizar as coisas e eu adoro sua forma descontraída de escrever (com alguma pitada de ironia e sempre com muito conteúdo). É o que falta em alguns blogs e encontro no seu. Espero que continue assim, um exemplo de mulher para mim.

    ResponderEliminar
  19. Renata7.4.16

    Eu sou do teu tamanho e AMO a moda dos anos 1920 e 1930 com aquela cintura lá embaixo. Uso feliz da vida.
    Outra coisa: vi um vestido da Prosa essa semana numa loja de biquinis em João Pessoa! Era o longo com estampa de peixe.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo7.4.16

    Aaai que postadeira! Adorooooo! hahahaah
    Amei esse tipo de post!
    Poderia virar uma tag fixa, hein?????
    Ainda escorrego um pouco nessa questão de proporções, mas é tudo um caminho e um aprendizado, né??

    =*

    ResponderEliminar
  21. Eu não conheço o meu corpo. Vou no mínimo 3 vezes no provador das lojas. 1ª vez: roupas pequenas demais, 2ª vez: roupas grandes demais, 3ª vez: são do meu tamanho e não gostei :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço a mesma coisa! Geralmente pego peças grandes demais ou porque procuro aquelas blusas mais folgadinhas pra usar por dentro ou calças achando que vão ficar curtas/pequenas.

      Eliminar
  22. Anne7.4.16

    Amo a sua forma de escrever, continue fazendo postagens!!! Tenho 1,61 e tenho um pouco de medo de usar roupas com esse comprimento, mas adoro como me sinto leve e livre com elas!

    ResponderEliminar
  23. Damaris7.4.16

    Carol, seu blog é maravilhoso por essas e outras. Tu é diferente. Obrigada por produzir conteúdo <3 Bjos

    ResponderEliminar
  24. Todas as vezes eu experimento a roupa e mesmo assim já rolou vezes de não ficar legal quando chego em casa e aí levo pra trocar ¬¬' tenho exatos 1,50 e é horrível comprar roupa, sempre uma sessão de filme de terror, sempre acho que nada se encaixa em mim, aí qdo descobri que vc tbm está no time das baixinhas e vejo teus looks no insta eu fico WTF como ela consegue hahaha amei esse post, faça mais dele e nos ajude a se vestir bem :)

    ResponderEliminar
  25. Rebecca7.4.16

    Carol, amei esse post!! Mas o q me.deixou doida foram as animações...hahahaha

    ResponderEliminar
  26. Amei esse tipo de post!! Muito bom receber orientação de moda assim.

    ResponderEliminar
  27. Se eu gostei?! Eu A M E I! Faço parte daquelas que muita das vezes não compram pela internet pelo medo de não ter um bom caimento ou não gostar da peça :/ . Como você mesma disse , nada como conhecer seu próprio corpo.

    ResponderEliminar
  28. Anónimo11.4.16

    Drika: Conteúdo super informativo/útil! Amei!

    ResponderEliminar
  29. O-bri-ga-da! Tenho 1.57 e tamanhos e proporçoes são problemas pra mim. Adorei o formato do texto!

    ResponderEliminar
  30. Bruna20.4.16

    Adorei o post! Eu tenho muitos problemas em escolher roupas, parece que nada fica bom em mim. Não consigo me entender com meu corpo, sempre opto pelo básico e isso me deixa bem frustrada :/

    ResponderEliminar
  31. Débora22.4.16

    Achei esse post muito bom, é ótimo ter explicação de alguém que entenda do assunto... Tenho 1,80 e sofro por ficar curto, as peças aumentam na largura mas no comprimento continuam iguais... Adoraria ver mais post com dicas sobre caimento, tamanhos, roupas x formato de corpo, etc... Adorei! Beijos!

    ResponderEliminar
  32. Amei o post. Você, como sempre, #arraza
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  33. Descobri seu blog agora e vc acabou de ganhar uma seguidora. Post muito esclarecedor e de grande utilidade. Sou baixinha e já percebi o quanto a questão das proporções fazem diferença. Adorei o blog, pois vc sabe do que está falando e tem conteúdo e informações relevantes, ao contrario das maiorias dos blog que vejo por ai, que comecaram muito bem mas se tornaram vazios e servem apenas como vitrines com o passar do tempo
    Luciana Lopes

    ResponderEliminar

Subscribe