Estilo é vinho

16:29

Estilo pessoal é como vinho, vai melhorando com o tempo. hehehehe Digo isto porque me peguei fuçando blogs que eu gosto, de mulheres cujos looks eu admiro e percebi que todas, TODAS as blogueiras começaram seus looks do dia com produções de gosto duvidoso, estrelando vários posts no finado blogueira shame e hoje melhoraram exponencialmente suas escolhas.

Sim, o dinheiro é um dos fatores que mais influencia a evolução do estilo pessoal, mas o tempo, a observação, nossas mudanças e experiências de vida e até as transformações do nosso corpo influenciam muito na forma como nosso estilo evolui.

No meio das minhas andanças pela blogosfera, encontrei looks antigos de bloggers famosas como Thássia Naves, Camila Coelho, entre outras. É muito interessante ver como, à medida que o blog delas foi crescendo, seu crivo fashion acompanhou esse crescimento e, se antes elas não seriam "referência" de estilo, hoje desfilam looks super desejáveis, sofisticados, incríveis mesmo.

Claro que o sucesso e o dinheiro fizeram com que elas tivessem acesso a um universo fashion praticamente ilimitado, ao qual nós reles mortais jamais teremos, mas o fato de estarem cercadas de possibilidades, frequentarem as semanas de moda mais badaladas, etc, tudo isso vai modificando a visão de estilo dessas meninas e de alguma forma nós acabamos por absorver e transportar essa informação para o nosso armário também.

Aí entrei nos arquivos do meu blog, pra dar umas olhadas risadas dos meus looks do passado. Tragicômico. Eu gostaria de sentir muito orgulho do que eu já vesti, mas prefiro dizer que sinto orgulho da "experiência" de vida que tive com cada look desses. hahahahaha Porque as produções eram péssimas. Mas tal como eu hoje odeio minhas escolhas do passado, tenho certeza que daqui a 5 anos irei torcer o nariz para o que visto hoje e, provavelmente daqui a um ano vou ter outros desejos fashion - quem nunca?

Eu sou, digamos, uma ~blogueira~ camaleônica. Passei por vários estilos neste blog, desde musa-do-rebolado usando muita saia curtíssima diariamente, até diva performática que andava pelo Recife Antigo fotografando poses improváveis, passando ainda por uma fase carioquíssima de só usar florzinhas, babadinhos, muitos colares, mix de pulseiras, etc. Todas as fases muito válidas não só para eu traduzir cada momento que estava vivendo, como para exercitar minha criatividade com pouco dinheiro. E todas essas fases, toscas ou não, me trouxeram até aqui, num estágio de amadurecimento que combina com a minha fase de vida atual.

E taí uma coisa positiva de se ter um blog que documenta seu estilo: você consegue analisar a própria evolução e entender o porquê de ter desistido de determinadas roupas/estilos. Como falei ali em cima, todas as nossas experiências de vida são combustível para mudarmos determinadas coisas em nossos armários. Por exemplo, desde que operei meu joelho percebi que o comprimento das minhas roupas aumentou muito e não foi porque fiquei com cicatrizes no joelho, mas porque uma perna ficou ligeiramente mais fina (e flácida) que a outra e isso começou a me incomodar.



Então aos poucos fui adaptando minha forma de vestir às minhas necessidades diárias. Os saltos altos que usava em Recife com joelhos inteiros foram substituídos por tênis confortáveis para andar manca no metrô e automaticamente eu tive que mudar muitas das minhas escolhas fashion.

Porém uma coisa não mudou: o dinheiro que tenho disponível para investir em "moda". Eu, como a maioria das mulheres brasileiras, compro em lojas populares, brechós ou na Zara (a Chanel das pobre! kkkkk) e isso limita um pouco a nossa gama de opções. Logo eu, que adoro uma roupa diferentona, dificilmente terei acesso a uma moda espetacular que custe pouco. Então, por melhor que esteja meu senso estético, por mais que eu aprimore meu estilo, existe uma barreira que eu ainda não consegui transpor: a de criar looks com mais qualidade com a grana que eu tenho.



E esse é meu próximo objetivo fashion: mais peças incríveis, menos $$. Depois de tirar do armário uma vida inteira de roupas que não usava mais, que não representavam mais minha vida, minhas necessidades, estou entrando no próximo estágio da revolução do meu estilo: buscando uma forma de consumir mais informação de moda, criar mais looks "fora da caixa", mas com o mesmo velho e bom orçamento minúsculo. Tudo isso porque minha vida está virando de cabeça pra baixo (estou trabalhando muito, procurando apartamento e organizando casamento!), então meu estilo invariavelmente vai acompanhar o momento.

E vocês? Já sentiram que precisavam de uma revolução fashion na vida? Como vocês resolveram essa história?


You Might Also Like

17 comentários

  1. não só fashion, mas várias revoluções hehe
    mas tudo são fases e o estilo acompanha, assim como a cabeça
    particularmente acho vc diva em todos os looks e estilos
    =)

    ResponderEliminar
  2. Carol, você é ótima! Seu blog é meu refúgio.. recorro a ele em diversas situações, mas esse esparrinho aqui sempre me dá inspiração, o que é incrível, de verdade! Há muitos blogs nos jogando no colo milhares de informações, mas conteúdo é para muito poucos e o seu é um dos poucos que entro com intenção de ler, reler, visitar posts antigos e refletir novamente sobre a vida, moda, decisões, enfim. Adorei esse post! Estou aproveitando o domingón pra revistar meu armário e aposentar algumas peças de roupa que não traduzem mais meu estilo, não combinam com o ser que habita aqui dentro de mim :) e assim vamos, nos remodelando quantas vezes precisarmos, mas sempre tirando ótimas lições. Te admiro muito! You rock, girl! Beijos do sul!

    ResponderEliminar
  3. Oi Carol! Que irado ler isso! Dia desses estava olhando suas postagens antigas e pensando no quanto você evoluiu (não digo só pelos looks, mas como pessoa, profissional, blogueira...).
    Eu estou numa fase exatamente como a sua. Repensando minha vida fashion. Ao contrário de você, nunca fui manjadora das ~ozadia~ rs. Sempre me vesti de acordo com a ocasião, sempre "como manda o figurino". Hoje, do alto dos meus 20 e pouquinhos anos, me olhei no espelho e me deu conta:minha personalidade não está ali. Essas roupas não traduzem quem eu sou.
    Estou sempre "apropriada" para o trabalho, para a festa, mas nunca imprimi minha personalidade no que visto. Sempre preferi o conforto da "normalidade" à insegurança de uma escolha vista como errada e às possíveis torções de nariz.
    Estou, aos poucos, deixando de lado esse medo de ser julgada e tentando me conhecer e conhecer melhor o meu estilo. E eu acho que é isso.
    Como você, meu desafio hoje é equilibrar toda essa mudança com um orçamento minúsculo que muitas vezes sequer me deixa entrar na C&A! Rs.
    Me deu ânimo ler seu post. E coragem para seguir em frente nessa mudança.
    Espero que tenhamos sucesso. Beijo

    ResponderEliminar
  4. Zara, a chanel das pobre! Kkkk Ri

    ResponderEliminar
  5. Caramba Carol, um dos post mais incríveis que fez, por trazer simplicidade, realidade e a lembrança de um passado de looks pra lá de duvidosos. Me sinto em um momento parecido com o seu, porém em outras circunstancias. Faço faculdade, na reta final do curso de Psicologia, estou montando um brechó online junto com uma marca de bijoux e acessórios e organizo feiras colaborativas com marcas cearenses, então dois mundos completamente diferentes que requer "poses" diferentes, e mexe com o meu estilo ao mesmo tempo, acho que me entende. De um lado passar a pose de uma futura psicologa e do outro tentar ser a dona de uma loja, estilosa, cheia de informações de moda, etc etc. não dá pra andar "montada" pra passar estilo pro mundo e ser uma estudante tentando se afirmar na futura profissão. Então entrei em diversos dilemas, "briguei" com meu armário várias vezes, e mesmo tirando mais de 30 peças (colocando para vender na lojinnha), ainda não estou satisfeita. já li dezenas de matérias de armário capsula, personalstyles, mas não encontro soluções para o equilíbrio real do meu cotidiano casando com meu guarda roupa. Escrevi demais (O.o nossa sinhora), venho acompanhando sua linda e madura evolução, depois dos seus snaps também justificando seus "sumiço", fiquei sem folego. E vi que a rotina de mulheres reais como nós, que não tem maquiadores, nem cabedeleiros, nem personal styles, nem motoristas que levam só nós (vida de busão também) temos que adaptar nosso amor por moda com nossa realidade cotidiana é um desafio, por isso busco tanta inspiração em você (há séculos vc está nas minhas notificações do Insta, rs). Bom, espero que continue inspirando nós, meras mortais, apaixonadas por moda e que vivem a loucura que a vida nos propõe, espero que também continue essa evolução fashion linda e que possa está nos mostrando sempre por aqui ou pelas outras redes sociais. BEIJOS BEIJOS! E força na peruca.

    ResponderEliminar
  6. Caroooool! que momento hein! eu estava assim há pouco mais de um ano planejando a miha mudança para a casa nova e sei bem como é! tanto que ainda estou assim, nessa vibe! Tbm sinto um "vergoinha" de lembrar das coisas que já usei! Como falamos aqui: "sem or"! hehehehe enfim... vivo numa eterna crise fashion, porque trabalho em uma empresa de moda tbm, e aqui dentro temos acesso à uma lojinha com muitas peças que são lançadas diariamente para as lojas e então pensa comigo: coisa nova e linda todo dia! Aí, fica aquela sensação de não querer repetir roupa! Parece que me sinto feliz se a casa dia eu puder ter uma peça nova! Parece que isso preenche um vazio em mim que não sei qual é! ME controlo, claro... mas sempre tenho conta fixa aqui! triste né? estou passando por uma tentativa de armário cápsula, mas tá complicado! BEIJOS SUA LINDA! e não deixa a gente muitos dias sem post! faz falta! teus textos são ótimos! ótima semana!

    ResponderEliminar
  7. Caroooool! que momento hein! eu estava assim há pouco mais de um ano planejando a miha mudança para a casa nova e sei bem como é! tanto que ainda estou assim, nessa vibe! Tbm sinto um "vergoinha" de lembrar das coisas que já usei! Como falamos aqui: "sem or"! hehehehe enfim... vivo numa eterna crise fashion, porque trabalho em uma empresa de moda tbm, e aqui dentro temos acesso à uma lojinha com muitas peças que são lançadas diariamente para as lojas e então pensa comigo: coisa nova e linda todo dia! Aí, fica aquela sensação de não querer repetir roupa! Parece que me sinto feliz se a casa dia eu puder ter uma peça nova! Parece que isso preenche um vazio em mim que não sei qual é! ME controlo, claro... mas sempre tenho conta fixa aqui! triste né? estou passando por uma tentativa de armário cápsula, mas tá complicado! BEIJOS SUA LINDA! e não deixa a gente muitos dias sem post! faz falta! teus textos são ótimos! ótima semana!

    ResponderEliminar
  8. Carolzinha se serve de consolo eu AMAVA seus looks ~alternativos/poses impossíveis no Recife Antigo~ HAHAHAHAHAH. Hj vc está mais diva e lindíssima mas seus looks daquela época me davam uma sensação mt gostosa de liberdade, é que eu abria teu blog no trabalho, um lugar onde eu me sentia mt aprisionada, teu blog era um suspiro com cheiro de mangue. Sou de Recife e amo aqueles lugares. Hj moro em Belém e trabalho com algo que eu gosto e continuo te acessando todos os dias, hj não mais como um refúgio mas por puro prazer de te acompanhar!

    ResponderEliminar
  9. Luciana4.4.16

    De um tempo pra cá estou passando por isso. Eu sempre fui muito básica, do tipo de pessoa que entrava na hering e comprava várias blusas básicas iguais, apenas mudando as cores. Mas faz um pouco mais de um ano que emagreci 12kg, saí do G/GG para o P. \o/ E to me redescobrindo.

    Desde o tamanho das roupas, pois até hoje, mais de um ano com esse ~novo~ corpo, ainda não creio que visto P (pois sempre pego tamanho maiores e depois descubro que é pra ser o menor) até o meu estilo mesmo.
    Por causa do dinheiro, essa transição é um pouco lenta, pq não dá pra ir numa loja e sair comprando tudo que tem vontade, né? haahahha Mas todo mês compro alguma coisa pra incrementar meu guarda-roupa e vou tentando mesclar bem as minhas roupas antigas e novas, dando mais personalidade ao look.

    E você é uma grande inspiração. :*

    ResponderEliminar
  10. Nossa, a gente realmente evolui né? Também de tempos em tempo faço uma limpeza no meu guarda-roupa pra ver o que fica e o que sai, de acordo com o meu estilo, e olha, tem coisa que a gente não acredita que já usou né kkkk Mas adoro isso, adoro pensar sobre meu estilo e ir construindo ele aos poucos =)
    Bjsss
    www.simpleness.com.br

    ResponderEliminar
  11. Tô contigo nessa fase, compartilho do mesmo desejo e quero que vc descubra a resposta para iluminar meu caminho hahaha (como vem fazendo há tantos anos!)
    Beijo!

    ResponderEliminar
  12. hahahahaha Carol eu amey de todas mais a fase Carol carioca, achava esfuziante!

    Mas entendo completamente o que você está querendo dizer, já passei por isso!

    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Baita evolução Carols kkkk assim como vc encaro tudo isso como um grande aprendizado e que mudanças são necessárias para nosso crescimento individual mesmo ;)

    ResponderEliminar
  14. Menina, que coragem de vasculhar looks antigos e analisar tudo! Acho que eu não faria isso com os meus não... rs
    Se bem que, apesar de ter evoluído, até que você nunca foi tão sem noção quanto algumas outras blogueiras por aí, né? rs


    Mas é isso aí, a moda muda, nosso estilo muda, tudo muda sempre, e nós sempre achamos que nossa melhor fase é a próxima, mas o importante é usar o que nos faz bem naquele momento mesmo! :)


    Beijos!

    Clá | http://www.umagarotacarioca.com.br

    ResponderEliminar
  15. Carol, Não sou muito de comentar em blogs mas te adicionei a pouco no instagram e estou gostando muito da forma de você escrever! Eu acho muito complicado muitas vezes descobrir meu estilo, as vezes compro várias roupas e não sei como encaixá-las e deixo de lado no armário, preciso de muita ajuda agora acho que estou abrindo mais os olhos! Obrigada!

    ResponderEliminar
  16. Então, como já disse por ai em outros posts, eu tou super vivendo essa fase! kkkk!
    E sobre teus looks do passado, não tenha vergonha não, hehehe! Eu te acompanho há tanto tempo e sempre curti teus looks, mesmo que não use certas coisas que tu usa por não fazerem parte do meu estilo, eu admiro e acho incríveis. Sobre mudanças é super normal, a gente amadurece mesmo, então desencana e siga feliz nas mudanças dos teus desejos fashions sem se preocupar com o que tu acha que pagou de brega no passado! O que importa é que na época tu te achava linda e arrasadora!

    Beijos sua linda!
    Blog Bianca Schultz

    ResponderEliminar
  17. Simplesmente ainda não resolvi. Já fui meio hippie, tentei ficar chique, mas gosto mesmo é do estilo hippie, chic, descolado, despojado e feminino... Sei nem como compor um troço desses, mas eu chego lá. Adorei o Post.
    Bjs

    ResponderEliminar

Subscribe