Um diário de vida, viagens e estilo.

Carol na Cozinha: yakisoba em casa!

abril 11, 2016
Gente, o mundo da pessoa aqui está assim, em plena ebulição ~transformatória~. O negócio tá tão sério que eu resolvi cozinhar este fim de semana. Eu sou a louca dos programas de culinária, amo assistir a facilidade com que as pessoas fazem comidas aparentemente deliciosas, mas eu sempre acho que não conseguirei fazer igual, porque já tentei cozinhar várias vezes e nem sempre dá certo, então eu acabo desistindo de cozinhar. 

Mas este fim de semana eu coloquei na cabeça que queria fazer um yakisoba! Estava há dias desejando um, mas tenho um pouco de "nojinho" das opções que encontro na rua. Tudo parece exageradamente salgado, gorduroso e de procedência duvidosa. Então eu mesma fiz o dito cujo e ficou tão delicioso que eu resolvi compartilhar com vocês. 

Como sou uma pessoa extremamente prática e adoro um improviso, talvez eu consiga ajudar alguém aí com minhas dicas ultra-rápidas! hahahaha Espero que vocês curtam esse tipo de post, porque eu estou decidida a parar de comer porcaria na rua, fazer umas comidinhas mais honestas em casa e aproveitar para dividir minhas descobertas gastronômicas por aqui. E eis minha "receita" de yakisoba! 


Ingredientes:

Macarrão para Yakisoba
(pode ser macarrão de arroz, miojo ou qualquer outra massa)
Meio repolho ralado bem fininho
Meio pimentão verde cortado em pedaços
Meia cenoura grande em rodelas finas
Um punhado de cebolinha picada
1 cebola pequena cortada em cubos
Brócolis americano
Meio peito de frango cortado em cubos
Páprica Doce
Molho Shoyo
Limão
Curry
Azeite


Modo de preparo:

Antes de mais nada eu devo dizer que existe um tipo de molho próprio para Yakisoba no supermercado, mas eu não comprei por um motivo: a quantidade de sódio é ridícula, absurda, ultrajante, coisa de 1500mg de sódio num único molho. Isso é tipo 60% de todo o sal que deveríamos comer por dia. NUM ÚNICO MOLHO.

Eu sempre escolho produtos com a menor quantidade de sódio possível, porque nossa alimentação já é bem carregada no sal e isso não é nada saudável, todo mundo sabe. Então eu resolvi fazer meu yakisoba sem molho para yakisoba. hahahahahaha Usei apenas o shoyo light, que tem cerca de 400mg de sódio. Olha a diferença.


Primeiro eu temperei os cubinhos de frango com limão, páprica doce e curry. Coloco limão em tudo nessa vida, não sei dizer o porquê. Como não usei o tal molho de yakisoba, apelei para o curry e a páprica para dar aquele toque ~oriental~ no prato. Não usei muito pra meu yakisoba não virar comida indiana, apenas o suficiente para trazer um aroma exótico mesmo. hehehe

Enquanto temperava os cubinhos de frango, a cenoura e o brócolis estavam sendo levemente cozinhados no vapor. Tem gente que joga tudo direto na frigideira e cozinha tudo junto, mas eu quis dar uma amolecida nesses ingredientes antes, porque eles são bem mais duros que os demais e eu queria que todos os legumes ficassem com o mesmo nível de "crocância". #perfeccionista

Não usei óleo para refogar os legumes. Usei azeite mesmo e refoguei cebola e pimentão juntos. Depois que a cebola estava douradinha, joguei os cubinhos de frango e dei uma mexida nisso tudo. Adicionei o repolho por cima, coloquei shoyo à vontade e tampei a panela para cozinhar. A cenoura e o brócolis entraram na frigideira logo depois.

Enquanto essa magia acontecia, a massa do yakisoba estava na água fervendo. Deixei cozinhar por cerca de 6 minutos, o tempo ideal para a massa ficar al dente, ou seja, sem ser dura demais e sem ser uma papa. É importante que a massa não fique super cozida, porque ela ainda leva mais um tempinho de fogo quando for misturada aos vegetais. 

Joguei a massa na frigideira, adicionei mais shoyo e misturei tudo com muita vontade no coração pro molho e os legumes penetrarem bem no meio da massa. A cebolinha entrou por último, pra não murchar tanto. E voilá! Em menos de 25 minutos eu tinha uma refeição pronta e deliciosa. Nem imaginava que ia ficar tão bom, mas ficou! Fiz tudo muito rápido e deu super certo.


Como falei antes, nossa alimentação já é entupida de sal, então nesse prato eu deixei o sal por conta do shoyo, que era mais do que suficiente. Às vezes nosso paladar está tão mal acostumado a sentir o gosto da comida, porque tudo que consumimos é cheio de açúcar, cheio de gordura, cheio de sal, que a gente se acostuma a "super-temperar" tudo, quando na verdade estamos escondendo o verdadeiro sabor dos alimentos.

Eu, particularmente, não uso nenhum tempero artificial tipo caldo knorr, pózinhos para arroz, temperos para carnes, etc. Tudo o que eu uso é o mais natureba possível e aprendi isso com minha mãe, que cozinha divinamente usando sempre os temperos mais naturais como limão, hortelã, cheiro verde, etc. Por isso com este yakisoba eu tentei fazer a mesma coisa. Usei o shoyo, que não é lá muito saudável, mas foi uma opção menos terrível, se comparada ao que poderia comer pela rua.

A comida ficou muito muito gostosa e, pra quem é vegetariano, esse yakisoba pode ser adaptado, tirando apenas a carne. Não compromete em absolutamente nada o sabor, basta colocar a páprica e o curry nos legumes, ao invés da carne. Uma delícia!

Quem aí ficou com água na boca? 

14 comentários on "Carol na Cozinha: yakisoba em casa!"
  1. Menina do céu! Eu sou a doida do Yakissoba!Gostei demais!
    Eu também não uso esses temperos prontos. Motivo: Li os componentes! Quem tem amor a vida não compra aquilo não! hahaha Beijo, Carol!

    ResponderEliminar
  2. Carolina11.4.16

    Yakissoba caseiro eh bem mais gostoso, ne. Umas icas: existe no mercado um shoyo bem mais saudável que esse. Se vc ver a lista de ingredientes dessa marca que vc usou vc reparará que tem inúmeros ingredientes, e tem o tal do glutamato, que é o que a gente evita em consumir nos temperos em cubo. O melhor eh um shoyo que leve apenas soja, sal e agua como ingredientes. Sei que tem pra vender na casas pedro e no hortifruti, pelo mesmo valor que essas marcas mais comuns.
    E outra dica eh usar gengibre quando for fazer novamente. Corte pedaços do gengibre e refogue logo em seguida da cebola. O gengibre vai dar esse toque oriental que você queria. E eu uso um pouquinho de mel tb, uma colher de chá só (mas porque eu gosto do tom doce na comida oriental).
    E pode salpicar gergelim em cima, fica bem gostoso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei as dicas da Carol Burgo e da Carol seguidora... menina, tava atrás desse shoyo so com soja, sal e agua e nao sabia que tem na casas pedro nem que é barato...

      Eliminar
  3. Fiquei com água na boca e muito. Vocês fez parecer fácil, mas só o nome dos ingredientes são difíceis kkk

    Estou amando essa tua fase de post novo com tanta frequência, amando meeeesmo essa nova fase do blog e da sua vida. Ah, sou sua vizinha de Estado, moro em campina Grande na Paraíba. (aproveitando que estou comentando pra dizer tudo de uma vez). Um beijo e felicidades <3

    ResponderEliminar
  4. Oi Carol!

    Uma coisa que vai dar a consistência ideal ao seu "molho para yakissoba" é o amido de milho, coisa de uma colher de sobremesa, vai espessar super #deboas.

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa dica do amido é bem massa pra dar aquela encorpada no molho e ele ficar "cremoso", mas eu não uso amido de milho, uso uma coisa que tu conhece muito bem, Carol.. goma de tapioca. É só dissolver ela num pouquinho e shoyo e tã dããã.. Molho delícia, ativar! 😄

      Eliminar
  5. EU AMO! Depois que comecei a fazer, resolvi misturar algumas coisas, variar os molhos. E nossa. Já fiz agridoce, teriyaki, com gengibre, com gergelim, com óleo de gergelim torrado... tem milhares de sabores pra descobrir. ( https://www.instagram.com/p/BAlOz1GpbI_/ | https://www.instagram.com/p/BAaywVHJbKv/ | https://www.instagram.com/p/BDrhhSkpbP7/ )

    Uma dica: YOUTUBE. Assisto vários videos de culinária, comparo receitas, essas coisas. Ajudou bastante na minha reeducação alimentar. Tb cortei o sal, açúcar e o sódio em excesso, descobri a zona cerealista (e mercadões municipais).

    Acho maravilhoso vc se jogar nesse universo. Comida é tudo de bom! :D Saudável então!

    ResponderEliminar
  6. Vou fazer, sem o frango. Aguei. <3

    ResponderEliminar
  7. Amo Yakisoba <3 sempre faço aqui em casa, e assim como você também evito usar sal, somente o molho shoyo (que já tem sal pra caramba)
    Para engrossar eu uso amido de milho e também coloco na receita oléo de gergelim (:

    To adorando ver suas aventuras na cozinha hehe
    Beijos.

    http://blogadoravelparanoia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Nossa,eu amei a receita! Vou fazer pro Maridõõõõn! Eu não curto massa. Aliás, não como mesmo! Eu não gostava de cozinhar, mas depois que eu casei... ahhhhhh, eu amo! Há mais de 20 anos que eu faço dieta,então dificilmente eu como besterol. Dificilmente eu como na rua, pq o meu estômago ficou extremamente sensível. Tenho várias receitinhas de saladas... se quiser, tenho outras também deliciosas. Parabéns, o seu prato ficou perfeito! Beijos, Carol!!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo12.4.16

    Que demais! Vou tentar...

    ResponderEliminar
  10. Rebecca13.4.16

    Quanta evoluçÃo, Carol...hahahaha Eu q acompanho seu blog.há anos, to supresa com Carol master chef!!! Continue compartilhando.conosco suas evoluções na moda,.na vida e na cozinha. Bjs

    ResponderEliminar
  11. Oi Carol adorei a receita e as dicas nos comentários. Vou tentar fazer! Parece fácil rsrsrs.

    ResponderEliminar
  12. Aqui em casa sempre faço e as vezes falo que é carne ou frango oriental...qdo não coloxo o macarrão e comemos com arroz integral!!! Rs
    Eu costumo cozinhar os legumes juntos..e vai por mim que dá certo,mas deixa o brócolis mais para o final se não ele cozinha demais.
    O que deixa con aquele sabor bem oriental é o óleo de gergelim,use ele para redorgar o frango com a cebola fica ótimo! !!
    É muito melhor comer comidinha que a gente faz em casa né? Meu filho ama yakissoba mas mesmo fazendo em casa faço bem de vez enquando por causa do sódio

    ResponderEliminar

Auto Post Signature

Auto Post  Signature