Compramos o sonho

06:36

Apesar de ser uma pessoa relativamente desligada e desatenta para mil coisas que acontecem no meu dia a dia, eu sou bem observadora quando o assunto gira em torno do comportamento humano. Em algum momento da vida desejei ser psicóloga, não porque eu sou uma ótima conselheira, mas porque sempre tive curiosidade sobre as motivações humanas mais profundas para os nossos comportamentos.

Este ano o Small completa 6 anos de existência e neste tempo eu pude observar não só o tipo de envolvimento das minhas leitoras em relação ao meu blog, quanto a forma como outros blogs de moda/vida/etc se desenvolveram e ganharam públicos fiéis. Em tempos de redes sociais, cheguei a algumas conclusões que poderiam ser tema de tese (caso já não sejam).

Compramos o sonho.

Compramos, no sentido de consumir, claro, porque o sonho mesmo custa muito caro. Mas o que eu quero dizer com esta frase é que blogs e perfis de garotas que usam dezenas de marcas milionárias e maravilhosas, que viajam pelo mundo de classe executiva e comem nos melhores restaurantes, que usam saltos altos sem fazer calo, frequentam spas, têm personal trainer, cortam o cabelo nos melhores salões, têm vidas sociais agitadas, festas e pontes aéreas loucas, idas a Miami, maquiador e fotógrafo sempre à disposição, nos encantam pelo simples fato de mostrarem uma realidade à qual dificilmente teremos acesso como pobres mortais. E o Small e tantos outros blogs de amigas "não-ricas" kkkkk vendem uma realidade tão mais próxima da maioria das mulheres, que acabam crescendo a uma velocidade infinitamente inferior aos blogs "ricos", porque a nossa realidade já é familiar logo, menos interessante. A "vida real" não é um must-have. Na realidade do Brasil então, é quase um must-forget. E por isso queremos ver fotos lindas, comidas lindas, paisagens lindas, imagens inspiradoras. Por que "pobreza e realidade" só vendem quando fazem parte de um discurso exótico para servir como pano de fundo para o luxo.



Alessandra Ambrósio e Cara Delevingne em ensaios "favelísticos" para a Vogue Brasil.

Eu confesso: sou uma dessas seguidoras que acompanha a vida de dezenas dessas meninas que, além de abençoadas pela beleza, riqueza e elegância, têm um talento e inteligência especial para os negócios e transformam suas vidas num reality show lucrativo que eu, particularmente, adoro assistir. De verdade, sem inveja e sem falar mal, porque acho muito babaca quem perde tempo seguindo pessoas para xingar e usar sua "liberdade de expressão" pra ofender quem nem conhece.

Eu sigo, curto e admiro a vida dessas garotas e entendo que a realidade delas não é menos real que a minha. É apenas diferente. E essa realidade aumentada com lentes e filtros poderosos, com possibilidades sem limites, é o que faz com que esses blogs e perfis tenham tanto sucesso. Elas podem vestir Renner hoje e Valentino amanhã ou os dois juntos e serem descoladas, transitando entre a nossa realidade e a realidade delas. Nós só podemos vestir Renner, mas queremos sonhar com Valentino. Nós comemos arroz com feijão, mas queremos sonhar com pato confit acompanhado de batatas rústicas e aspargos. Somos humanos.



Meus it perfis preferidos - @camilacoutinho e @sincerlyjules: sonho sem ostentação.

Não, não é o Small, um blog de looks de fast-fashion, que vai ativar nosso sentido mais primitivo de desejo e ambição (saudável, claro), de mover mundos e fundos por uma vontade (ainda que material). Não é aquele blog de moda super bem escrito e cheio de informação ultrabacana, não é aquele outro cheio de dicas legais, não é o offprice, o plus size ou o mais criativo blog de moda que vai movimentar milhões de acessos por mês. O Small (e tantos outros) vai apenas mostrar que dá pra ser feliz com o que temos, mas não dá pra ser perfeita, ter a maquiagem em dia e viver num sonho. E querer um sonho pode não ser ruim, tá? Mas é impossível.

Muitas dessas meninas são hoje, o que eram as modelos, atrizes e cantoras, para nós no passado. Elas ditam, inspiram e imprimem seu estilo de vida no nosso dia a dia e é quase impossível não nos rendermos aos encantos dos seus vestidos bordados. O que gostamos de ver é aquilo que não podemos ter (seja agora, seja a longo prazo), tipo amor cafajeste. É tão humano e tão verdadeiro, que chega ser estranho ter que dizer isso, mas eu sei, por exemplo, exatamente as fotos que mais vão fazer sucesso no meu instagram, porque são aquelas que trazem os sentimentos de desejo irreal: praias paradisíacas e poses de diva. hehehehe Nós consumimos o sonho, o aspiracional, o impossível e até mesmo o que não existe. Nosso ideal de vida é impossível, nosso padrão de beleza é impossível, nossa concepção de amor é impossível e é impossível para todo mundo, inclusive para elas, já que muitas fazem da vida uma correria insana que eu nem invejo, porque sei que essa vida tem um custo que eu, Carolina, não gostaria de pagar. Só de receber, claro. hahahah

Se por um lado esse "amor platônico" gera uma série de inseguranças, frustrações, rompantes de ódio e inveja, por outro alimenta um desejo muito poderoso de conquistar mais e melhor. A gente aprende a admirar a vida do outro e a trabalhar para buscar experiências semelhantes. Vejo perfis de meninas que hoje têm milhares de seguidoras porque postam apenas roupas maravilhosas, maquiagens perfeitas, cabelos sem um fio fora do lugar e nada, absolutamente nada tão real quanto uma unha descascada ou um look de metrô. E é ok seguir esses perfis, desde que saibamos discernir o que nos faz bem e o que nos incomoda. (e em caso de incômodo, apenas paramos de seguir, sem xingamentos)

Eu ando de metrô, você anda de metrô, todo mundo anda de metrô, mas a gente quer ver o sonho de andar de metrô em Nova York, com um visual high-low que mistura um trench coat Burberry com tênis allstar furado. É claro que eu falo por mim (e por amigas com quem já debati este assunto) e sei que muitas mulheres podem não se identificar com nada neste texto, mas acredito que todas nós, em algum momento da vida, desejamos alguma coisa muito fora da nossa realidade, porque o sonho não custa nada e a realidade às vezes custa até de acreditar.

Aí eu vejo toda uma comoção em prol da mulher real, a beleza real, o corpo real, da vida real e penso: será que as pessoas realmente querem ver isso? Se quisessem, porquê falariam do nariz de uma menina, do joelho da outra, da gordura de não sei quem? Será que vão realmente consumir essa realidade? Acredito que não, porque se fosse assim as "blogueiras da vida real" seriam verdadeiras It-girls. E tenho um exemplo pessoal de como essa vontade de ter o sonho funciona mais do que a vontade de ver a "realidade": uma das fotos mais curtida da história do meu instagram não é a que eu estou desenhando uma nova ilustração, é aquela em que eu estou totalmente fora da minha realidade, numa lancha (que não é minha), de biquini (da minha loja), curtindo a vida glamurosa (e sem dinheiro), numa ilha paradisíaca (com mil pessoas), com o sorriso de quem acabou de ganhar na mega-sena (só que não).

É um sonho, ainda que breve.

Beijos, Carols

You Might Also Like

126 comentários

  1. Larissa Maya21.1.15

    É verdade, Carol.
    Eu sou do tipo que sigo os dois tipos de blogueiras, pq as vezes gosto de sonhas com as it rycas e as vezes gosto de me identificar e me sentir na minha zona de conforto com as it pobres hahahaha gosto do sonhas com os valentinos, mas me inspirar com os looks da renner, pq se eu gostar e quiser igual, eu posso ir lá e comprar. Minha blogueira-da-vida-real preferida era a Cony do Futilish, mas aí ela entrou pro fhits e ficou rycah tbm hahahaah mas ainda curto.

    Agora, lendo seu texto, lembrei de quando comentava sobre blogueiras com minha melhor amiga, dizendo as que gostava e não gostava e ela idem, e eu comentei que gostava de seguir vc e ela disse "ai não, gosto de ver gente rica, pra ver looks da C&A eu vou lá na loja e vejo!".

    Mas confesso que essa glamourização toda do mundo dos blogs já cansou um pouco, tá muito forçado. Eu gosto mais de ver instagram de menina que é rica mas não é blogueira, do que as que são ricas pq são blogueiras.

    ResponderEliminar
  2. caroline21.1.15

    Nossa, você mandou muito bem nesse texto.
    eu fico meio dividida entre os dois "mundos" na internet, eu adoro acompanhar a camila coutinho, acho tudo lindo, porém penso em como deve ser cansativa (sim, cansativa demais) essa vida de ponte aerea
    e adoro acompanhar blogs como o seu, que retratam o cotidiano mais proximo do meu. aquilo que vemos que é mais fácil de alcançar. Enfim, devemos acompanhar ambos. + sempre sabendo a realidade da nossa vida.
    e eu também queria estar em ny, andando de metro, com uma bolsa chanel e um all star furado! hahhaha

    beijos :*

    ResponderEliminar
  3. Amei o texto, Carol! Você escreve muito bem e concordo com exatamente tudo. Aliás, sempre penso as mesmas coisas que você, só que não sou tão boa pra expressá-las! hahahha

    Adoro seu blog e adoro o fato dele ser real, mesmo eu curtindo os outros também... Acho que mulher é o ser mais estranho que existe! ;)
    Beijão!

    ResponderEliminar
  4. Olha, Carol, eu adoro blogs "gente como a gente". É por isso que sigo você. Tudo bem, de vez em quando é legal ver essas blogueiras it girls ricas, mas isso não me impressiona mesmo. Gosto mesmo é de buscar inspiração em gente normal. Gente que usa salto e faz calo, que tem bad hair day e não tem um profissional pra arrumar, gente que acorda correndo atrasada pra trabalhar, que compra nas fast fashion da vida e parcela em 5x, mas ainda assim, consegue se vestir bem, consegue curtir a vida e mostrar o lado bom de tudo isso. Isso sim é inspiração pra mim. Talvez pq essa seja a minha realidade, e eu sou feliz assim. Ver a realidade cheia de glamour das it girls não vai me deixar mais feliz ou mais triste.
    Beijoss

    ResponderEliminar
  5. Letícia21.1.15

    Perfeição em forma de texto.
    Parabéns, você mais uma vez conseguiu descrever o que várias leitoras pensam ao seguir blogs como os que você descreve no texto.
    Sou sua fã !!!

    ResponderEliminar
  6. Natalia Oliveira21.1.15

    Nossa Carol, ontem em uma conversa com uma amiga que também curte blog, falei de você e seus posts, e disse que é o ÚNICO blog que hoje leio diariamente. Sim, vira e mexe estou visitando os das Its Brasil à fora... Mas ta aí, neste post a grande causa de você ter leitoras tão fiés. Amo voar pelos looks dos sonhos de Thassia Naves, mas ver um post desse, tão bem escrito e interpretando a realidade, ah, isso me faz voltar ao Small a cada novo post. Parabéns!!

    ResponderEliminar
  7. Deborah21.1.15

    Você é foda!

    ResponderEliminar
  8. Seu texto faz bastante sentido, mas eu sou uma exceção... Não gosto nem sigo nenhuma it-girl justamente porque: não é a minha realidade nem nunca será. Você é disparada minha blogueira preferida, a única que ainda leio (pq as outras 4 abandonaram blogs, mas as vejo no instagram), e já é mais RYCA e ostenta mais do que eu hahahaha, que que eu quero em blogs de gente que vive em outro mundo e, além de tudo, nem deve ser tão real assim? Afinal, a gente sabe que todo mundo tem problemas, passa por "crises existenciais", mas obviamente nenhuma posta isso! Mais um fator pra te admirar: além de linda, criativa, praticamente uma show-girl hahaha, você ainda mostra teu lado frágil e com isso demonstra ser super verdadeira!

    Beijo e sucesso, mais e mai!

    ResponderEliminar
  9. Gabrielle Coelho21.1.15

    Gosto do seu blog por isso, pq é mais próximo da minha realidade.
    Embora siga as it-blogueiras, seu blog é meu preferido por causa da sua aproximação com meu dia-a-dia, sua forma de escrever e seus looks lindos.
    Admiro seu trabalho e sua simpatia, você é daquelas pessoas que a gente sente vontade de ter como amiga.

    Beijos e muito sucesso!

    ResponderEliminar
  10. Jessica Campos21.1.15

    Concordo plenamente com o texto, Carol. Mas, trazendo meu humilde ponto de vista de leitora assídua do seu blog, posso compartilhar que sim, eu também sigo vários blogs de modelos e blogueiras famosíssimas, amo ver os detalhes de cada produção e admirar cada paisagem de tirar o fôlego, mas particularmente, eu acho mais interessante, eu me divirto mais olhando blogs como o seu, pelo simples fato de que, eu não tenho como montar uma produção com nota da channel, vestido da praça e jóias verdadeiras, mas eu posso olhar o seu blog e ter uma ótima ideia de juntar aquela blusa da riachuelo com aquela saia da Renner que estava no fundo do armário e criar um look bem legal. Em resumo, blogs como o seu me fazem sentir bem porque se aproximam da minha realidade, e me fazem ver que, mesmo não tendo milhões de etiquetas famosas no meu closet ou centenas de pares de sapatos inspirados no último desfile de Milão, eu posso me vestir bem e me sentir bem, porque não são as etiquetas que definem a minha elegância, mas sim o bom gosto e o tato pra saber se adaptar à realidade do bolso e ainda assim, fazer milagres! rsrs

    ResponderEliminar
  11. Fran Paschoanelli21.1.15

    Carol, amei seu texto, principalmente a parte que menciona a "glamourização da pobreza" lá no comecinho. Esse é um tema muito bom que tem rendido boas teses mesmo.
    O mais incrível em blogs como o seu, da Soraya Marx e até da Carla Lemos é o discurso democrático e a demonstração prática de que a moda tem que servir para o empoderamento das pessoas e não para escravizá-las: ela tem que nos fazer bem. Ainda que seus blogs não cresçam como os da it-rycas, os quais eu também acompanho pelos mesmos motivos dos seus hehe, tenho certeza de que vocês fazem MUITA diferença na vida de muitas meninas e meninos (de tanto eu falar de vcs, meu namorado virou leitor e mudou várias concepções muito elitistas que tinha sobre roupa e moda).
    Pra blogueiras como você, minha admiração e meu muito obrigada!
    Super beijo!

    ResponderEliminar
  12. Amo suas reflexões, Carols!

    Realmente, é engraçado isso, o que se prega não é a realidade. Sigo dos blogs mais "ricos" aos mais "simples" e é engraçado como as pessoas interagem nas redes. Outro dia eu achei engraçado, uma blogueira teve um problema, porque o iphone desbloqueou e começou a postar fotos pretas no instagram sozinho e tinham zilhões de curtidas, pois se tratava de uma "super blogueira". Não se valorizam exatamente o conteúdo da postagem, mas quem a está postando e, como você citou, também o local onde a pessoa está, suas marcas etc... Lembrei de um vídeo da Jana Sabrina (que teve o maior bafafá no ano passado), em que ela fala que as leitoras geralmente buscam os perfis ostentação para seguir (vide https://www.youtube.com/watch?v=mhN2kbe9_iI)

    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Adriana Crespo21.1.15

    Carólis,

    Seguramente, posso dizer que sou uma 'seguidora' sua, pois super acompanho o blog, aqui e nas redes sociais, só que praticamente não me manifesto. Ocorre que ao longo dessa leitura, pensei 'poxa, se gosto tanto de Carols pq não prestigiá-la com um comentário ou alguma manifestação voltimeia?', afinal, isso é uma via de mão dupla, não é? Tu nos inspira com teus looks e relatos da vida real, que pra mim são muitíssimo mais inspiradores do que o dia a dia de blogueiras com muito mais Ks(inclusive, falava exatamente sobre isso com uma amiga, na semana passada) e nós te respondemos com comentários, likes e tudo mais para que tu saiba que tem alguém aqui do outro lado, que isso vale a pena!
    Passada essa gigante introdução, resolvi comentar hoje para te dizer, que, com toda sinceridade, sem extremismos, para mim tu é uma SUPER fonte de inspiração, inclusive, não só de looks, mas de vida mesmo, saca?
    A anos atrás, qndo comecei a acompanhar a blogosfera, automaticamente tive acesso a grandes blogueiras, renomadas, que cobram por um publipost quase o que se cobra por uma veiculação na TV, mas então encontrei você, desde lá de Recife, e algumas outras blogueiras que são mais 'vida real' e então essas grandes blogueiras começaram a não chamar mais minha atenção. Afinal, qual é a graça de ficar só assistindo a ostentação? Pra mim, nenhuma!

    ENFIM, parabéns pelo Small, parabéns por estar correndo atrás dos teus sonhos e do que te faz feliz na tua vida profissional(Prosa) e muito, muito obrigada por ser essa fonte de inspiração espetacular pra mim!

    Por mais blogueiras que sejam gente como a gente!

    Grande beijo

    ResponderEliminar
  14. Mônica21.1.15

    Carol achei muito bom teu texto, mais ainda pq vai de encontro c algo q me faz pensar...essa exigencia absurda da perfeição que é fruto de tantos esteriótipos, alienação e uma necessidade absurda de estarmos sempre buscando comparativos para vivermos nossas vidas...Hoje mesmo li uma notícia (vide fofoca das mais toscas) do r7 fazendo um auê pq Fernada Gentil ( apresentadora do globo edporte) foi a praia...e com isso a notícia ( q não cheguei a ler na íntegra , pq os comentários eram tão indignados q o infeliz q escreveu reeditou o texto) era sobre expectativaxrealidade...e de como a apresentadora considerada queridinha, linda, inteligente (gávida de 2 meses)... tinha gordurinhas e não se parecia a uma paniquete bombada...insinuando descaradamente q por ela não cumprir o "padrão" irreal, surreal de uma beleza ( que nem sempre é sinônimo de saúde... vide hidrogels da vida, etc...) Que para a maioria é quase impossível...
    Aí ontem, assisti a uma entrevista de Darín que achei genial onde ele dizia não ter necessidade de se render aos padrões de hollywood pelo simples fato de ser feliz c o q tem...o entrevistador incrédulo o questionava...mas pq? Vc não quer mais dinheiro...não quer ter teu próprio jatinho...e ele explicava q não precisava disso tudo p ser feliz... enfim... a entrevista é maravilhosa, vale a pena procurar e dar uma olhada. Nestes dois casos penso que a expectativa x realidade precisa ser revista, sim todos gostamos de sonhar...todos gostamos de acompanhar essas vidas maravilhosas editadas até o último fio...mas no fim das contas ninguém vê o contexto, e ai acho que é exatamente o q vc colocou no fim do texto... só vemos atravéz de uma janela...é só um recorte da realidade...os outros pedaços ficam escondidos e nem sempre são tão sedutores e creíveis...
    Enfim Carol, acho válido esse tipo de tema, pois todos nós, de uma maneira ou outra, temos esses esteriótipos construídos, impostos e que nem sempre nos damos conta que não passam de ilusão de uma mera construção...
    obrigada pela oportunidade de refletir sobre isso e desculpe o comentário longo;)
    Beijos

    ResponderEliminar
  15. karine21.1.15

    Você é d+. So isso.

    ResponderEliminar
  16. Ana Luísa21.1.15

    Eu já segui os dois tipos de blog, mas de um tempo pra cá, eu resolvi apenas ir em busca daqueles que me fazem vontade de ler um bom texto, que apresentem algum conteúdo, que tenha mais a ver comigo. Foi uma limpeza mesmo pra não acumular tanta informação, e atualmente o seu blog é o único que eu leio hahaha Acho que é afinidade com a maneira de como você escreve e como você nos mostra sua percepção de mundo, porque pra mim só saber o que é it, o que é trend e o que vai bombar não basta. gosto de personalidade. Não desmereço o trabalho desses outros blogs, acho que eles tem seu público e seu objetivo, mas não me basta e não me atrai :)

    ResponderEliminar
  17. Hilcia21.1.15

    Tu é massa demais! Todos publicam toupas, viagens, comidas, quem nunca? Mas te confesso que justamente por ser real, palpavel, que me fizeste seguir teu blog com tanto afinco. Eis o unico que me faz ter vontade de ver a novidade, a reflexao, a dica, o todo. "Cabeca nas nuvens e pe no chao"

    ResponderEliminar
  18. Sempre acesso seu blog, mas nunca comento por aqui. Hj não resisti, pq amei seu texto e concordei com ele do início ao fim. Várias coisas na atual blogosfera merecem reflexões. Inclusive, o esforço de muitas blogueiras para "parecerem ser" o que não são. Fora os filtros nas fotos, tem coisas que não são críveis. Comecei a acessar um blog em que em cada foto de look do dia a blogueira tinha uma bolsa Hermes diferente! Ora, não se tratava da Victoria Beckham, então, acho que não dava pra acreditar que ela tinha umas 10 bolsas Hermes, né (a não ser que sejam réplicas perfeitas made in China...)? Pra mim, é um caso extremo, que exemplifica bem o quanto algumas pessoas estão tentando surfar na onda das blogueiras "ricas" sem necessariamente pertencerem a este grupo, só para arrebanharem seguidoras nas redes sociais. E, pior, o excesso de propaganda acaba com o bolso das seguidoras mais consumistas, né, não?!
    Tb sigo blogueiras "ricas", para me inspirar, mas tenho noção do que é a minha vida real e de como ela me faz feliz.
    Parabéns pelo seu blog!
    bjs

    ResponderEliminar
  19. Carol, o que está faltando pra vc alcançar um patamar maior acredito que seja a ajuda de uma assessoria, pois vejo tantas meninas por aí, que não são ricas, ganhando destaque com o seu blog! E elas não chegam a ter 10% do seu conteúdo, talento e autenticidade , por isso sempre falo graças a Deus a Carol foi abençoada com vários dons, e conseguiu lançar a marca! Serio, fico meio sem entender, ver um blog tão incrível, como o seu não BOMBAr MAIS AINDA, tipo cade voce nas materias dor jornais aí no RJ! poxa, vc é melhor do que todas que estavam na entrevista, se vc for analisar vc tem muitas visualizações, muitos comentários coisas que nem as f-hits tem, não é a toa que a Camila Coutinho indica o SFD na lista de leitura do GE. Acho que o está faltando pra te é se enturmar com a galera do meio... Amei o texto, sem mais!! sucesso garota!

    ResponderEliminar
  20. Débora21.1.15

    Carol, seu texto reflete bem o que ando pensando sobre redes sociais. Fiquei intrigada com uma situação que ocorreu no facebook há alguns dias: uma colega dos tempos de escola casou e postou fotos do casamento onde recebeu umas 80 curtidas no face. Depois ela viajou em lua de mel para Duabai e postou uma foto dela e do marido como se eles tivessem no filme do Sex and The city e receberam mais de 200 curtidas!!!!! Eu fico pensando no grau de interesse das pessoas nisso...no valor que as pessoas dão para a ostentação hoje em dia...

    ResponderEliminar
  21. Ana Paula21.1.15

    Oi Carol!
    Parabéns pelo texto, palavras muito bem colocadas.
    Mas como você disse, muitas de nós poderiam não se identificar com tudo o que você escreveu e eu sou uma dessas.
    Não, eu não sigo nenhuma dessas blogueiras "it girls"... Sinceramente não tenho saco pra tanta ostentação, mas também não critico e não saio xingando ninguém, afinal, cada um com a sua realidade.
    Muito mais me encanta perfis que se aproximam da minha realidade e que me enchem os olhos com pequenas coisas simples da vida.

    Um beijo com carinho!

    ResponderEliminar
  22. Carol, sou muito fã desse seu blog, menina! Acho incrivel a mescla de conteúdo que você faz. O que voce escreveu faz todo sentido. Vivemos em um momento que precisamos mostrar o quão felizes somos. Não basta curtir um lugar e aproveita-lo ao maximo, precisamos que as pessoas vejam a nossa "felicidade". Realmente é um estilo de vida encantador: cada dia estar num canto, comer do bom e do melhor, viajar, ganhar um mundo de coisas e ser "feliz". mas confesso que ja pensei se essas meninas são MESMO felizes, na plenitude do significado da palavra...

    beijo!

    ResponderEliminar
  23. Concordo total com você! Só nos interessamos por aquilo que é diferente de nós e na maioria das vezes "inalcançável". Afinal, porque veríamos uma outra pessoa igual e comum, se podemos fazer isso olhando no espelho? Estudo psicologia e debatemos isso em sala de aula já hehehehe! Lindo texto, excelente reflexão! Vou dar um jeito de levar isso para a aula =) http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  24. Andréa21.1.15

    Texto incrível!

    ResponderEliminar
  25. Ai, Carol! Como eu AMO os teus textos. Nunca vi ninguém falar sobre esse assunto e acho que nem eu mesma tinha feito uma reflexão consciente sobre isso, mas é incrível como me identifiquei. Incrível, incrível!

    obrigada por trazer essas reflexões maravilhosas à tona.


    bjs

    ResponderEliminar
  26. Gabrielle21.1.15

    Excelente texto! Concordo e tenho uma reflexão: será que essa perfeição toda e excesso de publi editorial não enjoa? Pessoalmente, digo que sim. Percebo que algumas delas, ao transformarem-se em personagens de si próprias acabam não conversando mais com as leitoras. Seus blogs deixam de ter informação relevante, e transformam-se em vitrines, catálogos. Um exemplo disso é a Tassia, Mariah também, e com certeza uma infinidade de outras. Como jornalista, penso que os blogs informativos são a grande tendência de consumo na área de notícia. Então suponho que aqueles que fazem bem feito sua produção de conteúdo, chegará lá também. Mais devagar, mas talvez com mais durabilidade. Boa sorte e parabéns! Ganhou uma seguidora! :-*

    ResponderEliminar
  27. Aiii Carol, eu tbm seguia esses perfis de mulheres como as que vc falou acima, até um momento que isso me fez mal. Isso não é a minha realidade e ficar "CONSUMINDO" algo que é distante da minha vida real não me acrescentou em nada. Resolvi ler/buscar blogs um pouco mais reais, com inspirações de como conquistar as coisas. Cansei de sonhar com Valentino, prefiro usar Renner e ser feliz de verdade com o que tenho é se um dia meus planos me permitirem um Valentino a gente aproveita da mesma forma.
    bjossss

    ResponderEliminar
  28. Carla Cardoso Sousa21.1.15

    Amei Carol o texto, perfeito para uma reflexão, você falou sobre o que tenho visto e pensado, eu tenho visto um reality show irreal, de que uma simples foto com sobrinhos vira uma capa de revista, isso me preocupa porque nem todas leitoras tem filtro do que é saudável ou não, acabamos adoecendo com um consumismo desenfreado, falo por mim, que mal uso uma roupa já quero comprar mais, que não tem um centavo no banco e tem um guarda-roupa cheio de peças (a maioria adquiridas em liquidação), que quase acabou o casamento por conta do excesso de compras e o desejo de comprar nunca acaba, sempre querendo mais, muitas vezes não vamos na esquina, mais o "ter" parece que satisfaz, isso é loucura. Como você disse isso enche os olhos, mais não pode encher o coração, nossa realidade é diferente desse mundo de fantasia criado por alguns blogs e que frusta muitas meninas que não enxergam que ali é como um filme feito para ver e aprender o que é bom, mais sempre lembrando que é uma fantasia, não é real, pelo menos para a maioria das "pobres mortais". Vou continuar refletindo e esse seu texto será impresso e lido sempre que precisar de um pouco de realidade. Um beijo, amo seu blog de vida real.

    ResponderEliminar
  29. Ana cleide21.1.15

    Concordo plenamente com a Penélope..eu tb sou uma exceção pq odeio esses blogs de it- girl..tudo soa falso...sou mil vezes o seu blog Carol..vc é a melhor..percebe- se que vc não é a louca consumista..e és muito criativa..foge do óbvio..eu vejo coisas que estão na moda e q vc já usava há muito tempo..fora que vc é uma artista..e escreve muito bem..sou sua fã..na boa vc é muito mais talentosa que essas garotas..parabéns...vc tem conteúdo..só o fato de vc tirar foto e dizer que anda de ônibus e metrô..acho isso uma máximo..kkk..digo isso, pq nessa sociedade hipócrita que vivemos ..soa como ofensa..como vc bem disse, lá em Nova York é uma máximo, mas aqui é vergonhoso... Vc é a ùnica blogueira que não estimula o consumismo e sim a criatividade..enfim parabéns pelo texto e por sua inteligência.. Seu talento há de ser reconhecido..bjok

    ResponderEliminar
  30. Eu descobri seu blog através do da Camila Coutinho.
    Hoje visito o seu diariamente e o dela 1x por semana e olhe lá.
    É uma questão de identificação mesmo.
    Claro que gosto de sonhar com Valentinos, mas tem momentos na vida que sonhar com o impossível machuca, e nesses momentos devemos nos afastar do irreal e tentar viver a nossa realidade da melhor forma.

    Falei sobre isso com uma amiga ontem.
    Ano passado eu até fiz uma ~mega viagem, mas desde o final de 2014 ando numa sucessão de azares financeiros, e tenho a chance de ficar desempregada a partir de junho.
    Diante disto, passei a priorizar meu gastos com o absolutamente indispensável, e não vou conseguir guardar dinheiro suficiente para algo legal.

    Estando neste barco, de que me ajuda ficar vislumbrando perfis que ostentam justamente aquilo que não posso ter?
    Porque existem dois tipos de desejos: os atingíveis e os inatingíveis.
    Explico: se eu vejo que fulana comprou um Loubutin bafo, nem me incomodo. Tá muito longe da minha realidade.
    Se eu vejo que fulana tá com aquele arezzo babado, daí sim, me sinto mal por desejar e não poder comprar no momento, porque isso é algo que eu "normalmente" poderia ter.

    Alguns chamam de recalque, outros de inveja... Acho que não é bem por aí.
    Afinal, eu não desejo o mal para alguém que tem ou faz algo sensacional, só porque eu não posso tê-lo/fazê-lo.
    Preferi não dar nomes e simplesmente parar de procurar aquilo que no momento não é pro meu bico...
    Focar no que eu tenho e posso fazer no momento, que inclui estudar para um concurso, para que um dia eu possa voltar a fazer as coisas que me dão prazer E custam caro.

    ResponderEliminar
  31. Amanda Abranches21.1.15

    Você arrasa num tanto de coisa, principalmente no uso das palavras!
    Sem mais....
    Beijo grande!

    ResponderEliminar
  32. jacque21.1.15

    Me identifiquei... Muito foda o seu texto!!!

    ResponderEliminar
  33. Fabiana21.1.15

    Preciso nem dizer que amei, né?
    É por textos assim, por você falar com a gente, fazer com que todo mundo se sinta sua best que o Small se diferencia de todos os demais, não importando se são os das rycas ou das "normais"!
    Seu blog é o único que entro todo dia! O seu insta (da Prosa e do Canson) e face nem se fala - dá-lhe F5! Claro que também sigo as its, mas nenhuma chama tanto a minha atenção quanto o seu! Lógico que adoro ver as viagens, mas as roupas dificilmente me inspiram porque sei que está fora da minha realidade... Então, nem me iludo! Sem contar que também bem não vejo muita simpatia para com os seguidores em muitas delas!
    Por isso que prefiro sempre o SMALL, a CAROL BURGO, que além de ser gente como a gente (tu deve tá cansada de ouvir isso, né? kkkk), além de moda e desenhos e fotografias lindas, ainda dá super atenção a essa seguidora chata aqui que tá sempre dando pitaco em tudo!!!
    CAROL - THE BEST FOREVER AND EVER!!!!
    Fabiana

    ResponderEliminar
  34. Tagiane21.1.15

    Carol, que texto lindo! Eu não sigo nenhuma destas it-girls, nem acesso estes blogs, prefiro os das meninas/mulheres "reais". Para mim, além de belas fotos é preciso ter conteúdo, coisa que o Small tem pra dar e vender ;) Beijos!

    ResponderEliminar
  35. Haydana21.1.15

    Te conheci hoje, com este post! E sabe o click instantâneo?! Já te gosto! Um assunto que me intriga muito é que sempre me interessa,muito bem expressado aqui! Te sigo a partir de hoje!

    ResponderEliminar
  36. Luciana21.1.15

    Detesto seguir it-rycas justamente porque tudo é fora da minha realidade: roupas, cosméticos, rotina, viagens, cabelo... Prefiro me inspirar com gente normal, que valoriza coisas bestas, tem a mesma linguagem que eu e tem criatividade para se vestir mesmo que com fast-fashion. Por isso que entre todas eu só sigo você. Meu blog preferido <3

    ResponderEliminar
  37. Carol,

    Eu concordo em parte com o texto. Hoje existem dois tipos de blogueiras: a ostentação e a vida real. As primeiras os blogs se resumem a look do dia e tem uma relação tão superficial com as leitoras que até esqueço de entrar e já satisfaco minha curiosidade com o insta. Já os outros, como o seu, além da vida real produzem um conteúdo muito mais interessante. Resultado: leitoras fiéis, engajadas, que se identificam e torcem por você.
    Quer um exemplo, veja os seus comentários de blogueiras reais como você, as meninas do starving, com o número de comentários da mariah!

    ResponderEliminar
  38. Nidi Dias21.1.15

    Sempre fico confusa com o bombardeio propagandístico que, quase que simultaneamente, me diz para abraçar a mulher real que vive em mim E que devo ter uma vida fitness para caber naquele vestido que não posso sequer comprar. No final das contas, acho que tudo é marketing e moeda para acumulação/especulação financeira; sim, porque daí o produto abraça a mulher 'desencanada' que adora as propagandas da DOVE e aquela que se esforça para 'chegar lá' e come chia. Entre os dois lados fico eu, perdida da silva, ora mulher esclarecida, feminista e 'analisada'; ora deprimida e desejosa de um corpitcho bacana para abalar Bangu no pagode. Hehehe

    ResponderEliminar
  39. Suzana Monsanto21.1.15

    Tenho uma amiga(foi ela que me falou de vc há uns 4 anos rs), é engraçado porque as vezes a gente para aqui no centro(do Rio) pra tomar um chopp ou pegamos o metrô e falamos.. "que maneiro seria encontrar a carol um dia pra trocar uma ideia!" tipo intimas... kkkkkkkkkkkkkk #medo
    Enfim eu acompanho os instagram das it - surreais, mas nem entro nos blogs, não tem o que ler por lá. Eu gostava muito do futilish, mas como disse a Larissa no primeiro comentário, ela mudou. Ou eu mudei.. sei lá.
    Desejo todo sucesso do mundo pra você, mas não abra mão da essência do blog!

    bjs

    ResponderEliminar
  40. […] de manhã já acordei meio zonza depois de pouco mais de meia garrafa de vinho, com um post do Small Fashion Diary nas mãos. O título do post era “Compramos o sonho”, e se desenvolvia fazendo uma […]

    ResponderEliminar
  41. Camila21.1.15

    Concordo muito com o final do teu texto Larissa, que já está cansando esses blogs em que as meninas vivem sempre "montadas", depois do texto da Carol (que por sinal amei), reparei que cada vez olho menos as it blogueiras, e tenho olhado mais o Small, o 2 Beauty, o Ricota não derrete, enfim, blogs mais reais e que tem conteúdos legais pra ler. Esse texto da Carol me fez gostar mais ainda do Small, e foi legal ver que não estou sozinha \o/, que mais gente anda pensando que nem eu.

    ResponderEliminar
  42. Tábata Cristiane21.1.15

    Sempre arrasando nos textos!

    ResponderEliminar
  43. tenho um blog "vida real" também e, desde o fim do ano passado, venho pensando nisso. será que as pessoas estão interessadas na minha vida? no que eu escrevo no blog? nas minhas roupas das lojas de departamento e nos meus achados das lojas de R$10? seu texto refletiu bem o que eu ando pensando nos últimos dias... as pessoas sempre vão curtir mais a ostentação. você não desanima? pq eu tô super desanimada com tamanha vaidade que eu ando vendo no universo bloguístico. :(
    Bjss

    ResponderEliminar
  44. Muito bacana seu texto Carol. Eu gosto de visitar o blog das it girls para sonhar com toda aquela vida luxuosa. Mais gosto do Small pois aqui me sinto a vontade e percebo que ainda existem meninas que vivem como eu vivo e são felizes e realizadas, tipo você. É bom saber que dá pra ser feliz e se divertir sem ter um Valentino no guarda roupa. Riqueza e luxo podem até embelezar os olhos, mas isso não é tudo.
    Como sempre você inspirando eu e tantas outras meninas.
    Por isso eu amo o Small.

    ResponderEliminar
  45. Flávia21.1.15

    Ei, Carol!!

    Você mais uma vez tão lúcida e orientada, no tempo e no espaço ( rs só para brincar com a informação sobre a psicologia!). Adoro o seu blog e passo todos os dias por aqui (viro pinto no lixo, quando vejo post novo), buscando isnpirações para o dia a dia e mais ainda, buscando estas super crônicas que refletem muito do nosso cotidiano. Acompanho blogs das it´s também e você retratou muito bem estes nossos sonhos às vezes tão tortos, tão frutos deste sistema que vivemos. Consumimos esta moda e estes estilos de vida, exatamente por serem inalcansáveis. Mas, para mim, seu blog se destaca, exatamente, por ser assim, tão espontâneo, tão reflexivo e elucidativo (rs). Só mais uma coisinha: kd a Frida Sofrida? Adoro ela!!

    ResponderEliminar
  46. Eu acho que o problema é você virar escrava do sonho. Achar que só pode ser feliz se realizá-lo daquela forma exata. Ter esse discernimento de que "a realidade delas não é menos real que a minha. É apenas diferente " é muito difícil. Muito mesmo. E do não entender essa máxima surge a frustração, e daí o sonho acaba virando um pesadelo. Uma amiga reclama comigo quando posto fotos descabelada, suada, troncha, sem maquiagem. Obviamente não são as mais curtidas mas são fotos que EU curti. São a minha realidade e eu gosto dela. Deixo de sonhar por causa disso? Não, não. Sonhar é bom demais! Demais! E sim, as pessoas compram o sonho. Só não podem esquecer de viver e desfrutar a realidade..

    Beijos

    ResponderEliminar
  47. Concordo com tudo o que você disse, Carolzita!
    Me identifico com quem pensa sobre as pessoas, porque eu também penso muito sobre elas!

    =)

    Se eu, um dia, for Carol Burgo, já cheguei no auge do glamour! <3 HAUHAUUAHUAHUAH! Pela criatividade, pelo amor que vc deposita aqui e, principalmente, pela criatividade. Que faz com que a gente se reinvente sempre!

    Um beijão!

    ResponderEliminar
  48. Raquel21.1.15

    Carol, parabéns por esse texto! Você me lembrou uma amiga da faculdade que falava que adorava as novelas do Manoel Carlos - que sempre tem aquele núcleo dos milionários - porque para ver pobreza, ela abria a janela de casa =P

    ResponderEliminar
  49. Mírian Nara21.1.15

    Carol,
    escreve um livro!!!
    Vc é muto boa!!!

    ResponderEliminar
  50. Assino embaixo deste comentário. O Small é o único blog que consigo seguir, inclusive quase todo santo dia venho olhar se tem post novo. Os outros só procuro quando quero resenha de algo. Ah, comecei a seguir o 2Beauty, que não fica só no glamour como outros.
    Tenho convicção de que Carol Burgo será um nome bastante conhecido e por motivos mais sólidos do que os nomes das fashionistas atuais. Torço por vc!!!!

    ResponderEliminar
  51. Giovanna21.1.15

    E é exatamente por isso que a gente também segue você <3 haha porque além desse texto in-crí-vel você ainda sabe ser estilosa e simpática vestido Renner (ou seja lá o que for).. Eu também sigo, desde Sincerely, Camila Coutinho, Thássia, até você e outras ainda "menores" (no quesito seguidores e blábláblá). Porque é exatamente como você disse, a gente gosta de sonhar - e porque não, de batalhar pra tentar ter - mas a gente também sabe que a nossa realidade tá aqui e agora, como em meninas como você.. Adorei o post <3

    ResponderEliminar
  52. Helenna21.1.15

    Uaaau! Li o texto e os comentários -adoro ler comentários de blogs e de noticias- e não posso deixar de concordar! Quando comecei a descobrir o universo de blogs essas it foram as que primeiro me chamaram atenção mas eu logo perdi a graça nelas... Justamente por isso... Por ser algo muito diferente da minha realidade, tão diferente ao ponto de questionar se aquilo era realmente o que elas postavam.... E hoje tenho mais certeza ainda! É como uma das meninas falou nos comentários " a felicidade precisa ser exibida"!!! E como é bom encontrar blogs da vida real, como o teu (que eu descobri há pouco e não sosseguei enquanto não li todos os posts) que mostra que a vida pode ter sim muito glamour!!! A gente se sente incluída, se identifica com um look, uma foto de paisagem ou texto como esse!! Obrigada por compartilhar tudo isso no blog e muito sucesso pra ti!!!!

    ResponderEliminar
  53. Raissa Muniz21.1.15

    Simplesmente amei o texto. Concordo com cada linha de consumo, de desejo. Tomei diversas decisões de deixar de seguir determinados blogs e perfis exatamente porque percebi que mostravam apenas aquilo que não era real é que não teria (e nem achava que devia querer) e que em vez de melhorar meu dia acabavam por piorá-lo, com mais uma carga de informação.
    Da mesma forma que escolho consumir seu blog, seu "estilo de vida", por achar bonito, colorido e talvez tão idílico quanto blogs com paisagens de Dubai. No entanto, não me fazem sentir "inadequada", ou me fazem desejar uma bolsa que pra começo de conversa nem faz meu estilo. Me fazem sentir capaz de tornar a minha vida algo digno de uma das páginas dos livros que leio. Me fazem sentir que ser mulher brasileira, linda, toda montada e toda desmontada é algo para se orgulhar e se escancarar pelas ruas.
    Acho que seu blog é único pela autenticidade de ele trás, que é sua e que não pode ser copiada. Seu blog não é único por ser de "moda acessível", acho que ele é único porque fala de você, através das suas roupas, suas estampas, suas aquarelas, seus textos.
    Assim como as meninas de Dubai você é objeto de "desejo" de vida de muitas meninas, inclusive meu, mas acredito que seja um desejo infinitamente mais saudável, porque é aquele tipo de desejo que faz a gente olhar pra trás, pra nossa própria vida, mesmo depois de um ano (como você revelou em post anterior, apesar de imperceptível no meio de tanto sol e luz no Instagram), e nos faz desejar e ter inveja da nossa própria vida, do que construímos e do que somos.

    ResponderEliminar
  54. E. Evelin21.1.15

    brilhante texto Carol. Alias, melhor do que o texto, é a reflexão.
    Acredito que inspirada por um sem número de likes da sua foto da Ilha Grande. Vc tem outras tão mais interessantes.... adoro os tons de azul.
    por isso continuo com seu blog entre os favoritos, memso nas épocas de abandono, hehe

    ResponderEliminar
  55. Meninas, você é demais! Texto perfeito.

    ResponderEliminar
  56. Rayne Stfhany21.1.15

    Carol, simplesmente arrasou no post! Eu leio seu blog há pouco tempo( há uns 4 meses, creio eu), indicação de uma amiga, e eu simplesmente virei fã do seu jeito de falar, de vestir, de como vc passa seu jeito no blog e no IG. Disse tudo!!!!
    beijão!

    ResponderEliminar
  57. Anne Kelly21.1.15

    Eu te amo, Carolina Burgo! Declaro todo meu amor por você, pelo seu blog. Que incrível esse texto. Que incrível como tu discorre com perfeição sobre aquilo que PRECISAMOS ler. Como é incrível teu ponto de vista e, como é incrível que suas leitoras tenham mais o menos o mesmo ponto de vista que você e você quase nunca as desaponta sendo sempre tão coerente.
    Seu blog é o meu predileto de todos e de todos os tempos. Eu falo pra todo mundo desse blog e eu sinto uma necessidade dele (meio que insana kkkk), mas você é minha it girl, na boa! (Eu to parecendo uma psicopata nesse comentário).
    Eu também amo sonhar com essa realidade deslumbrante, até por que isso nos cerca e não há nada de anormal nisso, mas eu amo mais ainda ver que existem pessoas reais como você capazes de inspirar outras pessoas. Capaz de fazer com que essas pessoas brinquem com a moda, brinquem com o que tem, desenvolvam sua capacidade criativa... Capaz de direcionar as pessoas a encontrarem quem elas são, afinal, se vestir reflete muito quem você é (segundo Carols, rs - E sim, isso é uma imensa e incrível verdade). Você é louca, louca e incrível!

    Feliz 6 anos, Small. Parabéns pelo filho lindo, mãezinha do Small. Desejo muitos anos de conteúdos inspiradores que só vocês sabem proporcionar.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  58. Andrielen22.1.15

    Carol, concordo com você. Eu parei de ler blogs a tempos, acompanho o teu porque meu espirito/estilo libriano combina com o teu. haha
    Mesmo que eu comprasse um super vestido de marca conceituada, e o pagasse em mil vezes, ainda assim não teria onde usar. Minho rotina trabalho-estagio-faculdade-viver não dá conta de um salto 15 (aquele do solado vermelho, que tá tão longe da minha realidade que eu nem sei o nome) haha
    Logicamente eu queria ter grana (e glamour, e um corpo de cabide) pra entrar na Farm e comprar todas aquelas estampas lindas que custam, na minha humilde opinião, uma fortuna. Mas dai eu lembro das confecções pelo mundo, onde as pessoas que costuram para Renner são as mesmas que costuram para Zara, por exemplo. No final das contas, tecido de algodão será sempre tecido de algodão, independente da etiqueta.

    Beijos.
    Tuas estampas são lindas, queria todas.

    ResponderEliminar
  59. Rebecca22.1.15

    Carol, p mim td se resume em um ditado popular: "a grama do vizinho e sempre mais verde".... P mim, vc e uma it girl justamente pq leva uma vida bem diferente da minha: mora sozinha em uma capital, vai a varios eventos, sabe se divertir c tudo, tem bom gosto, criatividade e viaja mt! Concordo c o seu texto e acrescento esse pensamento: q a admiracao nao se transforme em inveja.

    ResponderEliminar
  60. Amei seu texto. Bem escrito, claro e brilhante!!! Me identifiquei muito.
    Parabéns.
    Bjo

    ResponderEliminar
  61. Caro, mandou muito bem no texto e na reflexão!!

    Apesar de eu acreditar em tudo o que vc escreveu, e concordar muito, adoro seguir perfis de blogueiras e pessoas que retratam a vida real, do jeito que ela é, mas com muita originalidade e criatividade - assim eu te defino e assim curto muito ver suas fotos, que para mim, são inspiradoras, pois você me passa uma ideia de ser uma pessoa feliz, divertida, artista, criativa, que mora na praia....isso pra mim, já é um sonho :)!!

    Beijos

    ResponderEliminar
  62. Rafaeela22.1.15

    Whatatexto!

    Muito bom mesmo! ;*

    ResponderEliminar
  63. Laura22.1.15

    Carol,
    só pra registrar que, na minha lista de favoritos no google chrome, o seu blog é o primeiro (é o primeiro na lista e o primeiro que acesso todos os dias) seguido de vaaaaaaaaaaaaaarios outros, tanto de it blogueiras como de blogueiras "normais"...
    Concordo, acho que cada tipo de blog tem o seu valor, e um não exclui o outro.

    beijos
    Laura

    ResponderEliminar
  64. LAÍS22.1.15

    Carol,
    Adoro a proximidade que temos com você no seu blog. Tudo que você escreveu faz muito sentido pra mim.
    E pra falar bem a verdade tenho amado muito mais essa proximidade do que a distância da riqueza hahaha.
    É reconfortante ler o seu blog porque nos sentimos inclusas e nos identificamos (olha eu falando por mim e por todas, haha).
    Enfim, amei texto e adoro mais e mais o small (:
    Beijo!

    ResponderEliminar
  65. Fernanda22.1.15

    Carol, você arrasou!!! Ótimo texto!!

    Bjos

    ResponderEliminar
  66. Júlia22.1.15

    Brilhante! :*

    ResponderEliminar
  67. patricia santos22.1.15

    Seus textos são tão verdadeiros e bons de se ler. Não tenho nem o que comentar, concordo em gênero, número e grau. Passando só pra dizer que isso sim é um "it blog" hahaha.

    ResponderEliminar
  68. Fabiana Augusto22.1.15

    Oi, Carol! Acompanho há um tempo seu blog e curto muito pelo jeito leve dos seus posts e das suas fotos lindas e coloridas... eu particularmente tenho muito mais prazer em acompanhar um blog de gente "normal" e que me mostra como fazer um visual especial com uma roupa "estilo Renner". Por outro lado, pode ter certeza, o seu blog mostra os sonhos de muitas e muitas garotas cuja realidade não está nem perto daqui... bjos!

    ResponderEliminar
  69. Super concordo com tudo que vc disse, apesar de que sou uma exceção, acabo não tendo saco pra seguir/acompanhar com tanta fidelidade as it girls, mas gosto delas ainda assim...

    ResponderEliminar
  70. Adorei o texto! Gosto muito quando você escreve com tanto sentimento e exprimindo uma realidade que esta diante de você, na verdade de todas nós, só que muitas vezes não nos damos conta...

    ResponderEliminar
  71. Diante de uma pessoa tão talentosa e extremamente inspiradora, a frase da Sara aqui em cima não poderia dizer mais...
    "Tenho convicção de que Carol Burgo será um nome bastante conhecido e por motivos mais sólidos do que os nomes das fashionistas atuais. Torço por vc!!!!"
    Vc arrasa menina, inspira, compartilha, tem conteúdo. Era uma amiga como vc que eu queria ter, e não uma it girl qq que se destaca por carregar com uma it bag no braço!

    ResponderEliminar
  72. Dificilmente comento aqui, mas gostaria de dizer, que frequento seu blog mais do que o Garotas Estúpidas, adoro esse espaço e desejo sonhos realizados.
    Outro dia no Chata de Galocha tinha uma referência para cá e achei o máximo!
    Outro dia me convidaram para ir a Cartagena e qual foi a primeira coisa que lembrei? Do Small.

    Parabéns pelos 6 anos de blog e continue por favor.

    ResponderEliminar
  73. Como sempre, seus textos são ótimos!! Explica perfeitamente o que a maioria pensa.

    Beijocas!!!

    ResponderEliminar
  74. Gabriela Baleeiro22.1.15

    Oi Carol!
    Meu primeiro comentário por aqui, justamente por ser uma leitora (assídua aliais) nova no blog. Bom primeiramente o texto está INCRÍVEL, você expôs com perfeição a realidade de muitas de nós, mas na minha humilde opinião as coisas estão mudando, vou dar como exemplo a minha situação com o Small, eu adoro o seu blog e tantos outros que acompanho no mesmo estilo porque pra mim ele serve de inspiração, mas uma inspiração real sabe?? Essa que a gente consegue sem dificuldade nenhuma levar pra vida, acho que as leitoras da vida real assim como eu estão começando a mudar o foco da atenção ou começando a dividir ela, blogs como o seu são essenciais para mostrar como a moda pode ser divertida, fácil e leve!
    Parabéns pelo trabalho!

    ResponderEliminar
  75. Concordo com tudo que você, mas muita gente não assumi que gosta de pagar pau pra quem pode ostentar a única it rica que eu gosto é Camila Coutinho prefiro seguir blogueiras que tem um estilo de vida mais próximo do meu. E esse papo não se aplica só aos blogs não, no meu face entre meus amigos da pra observar essa mesma situação os postam fotos na praia grande fazendo farofa tem no máximo 10 curtidas já os que postam fotos em outros países 50 curtidas no mínimo!

    ResponderEliminar
  76. Gabriela Neiva22.1.15

    Oi Carol . Tb adoro seu blog, mt mais pelo o que você escreve do que pelo que veste! Acho que por isso você "se vende" tão bem, como publicitária, não poderia ser diferente. Acho seus looks incríveis, assim como os das meninas ricas que você se compara.
    Mas você, não tem comparação !
    Você pode não ser "bem nascida", "bem casada", e "bem provida"...mas é bem formada!!
    Você cria muito mais do que looks, você faz arte!
    E no fim do dia , mesmo tendo ralado, acho que deve ter um gosto de conquista que elas não tem...ou porque nunca perderam ou porque nunca foi realmente conquistado. Coisas simples e banais, como: viajar, adquirir (casa /carro..) ou gastar um olho da cara num restaurante badalado .
    Falei demais!
    Adoro seu blog. E das meninas ricas n conheço muitos ,mas gosto do petiscos . Porque acho que a Júlia produz , e é simples por si só, sem afetação e com um certo humor tb. Como você!!

    ResponderEliminar
  77. Letícia Santana23.1.15

    Nossa, isso é muito verdade! E é engraçado porque nunca parei pra pensar que os vários blogs que vejo é como se substituíssem as revistas de moda. Mas quando entro nesse tipo de blog é porque procuro um look legal e só. Não me interesso tanto pela incrível vida delas, pelos produtos caros e viagens que fazem. Claro, leio sobre e tudo, mas sei que isso é muito fora da minha realidade.
    E, não querendo puxar saco nem nada, o Small, junto com o Mistureba Chic, são de longe meus blogs favoritos. Acho que é porque nesses dois blogs encontro o que é realidade, além de um conteúdo muito variado, que fala de cultura e tal. Não se resume apenas nos incríveis produtos de beleza que fulana comprou em tal país. Adoro muito seu blog, Carol. Adoro quando dá dica de livros/filmes/passeios. Adoro ler sobre seu fim de semana, mesmo que não tenha grande coisa. Porque, pra mim, é muito mais difícil alguém falar sobre um passeio numa feirinha do lado de casa do que de uma incrível viagem pra Paris. (Mas é claro que quando for pra Paris, quero saber como foi também! ;) ).
    Parabéns mesmo pelo trabalho, sou sua fã! <3

    ResponderEliminar
  78. Bruna23.1.15

    Oi Carol!
    Tá de parabéns pelo texto, viu?! Também sou leitora que não comenta muito, mas dessa vez não pude deixar passar...

    Você traduziu meu pensamento. Sou como você, que adora admirar alguns blogs/perfis mais diferentes da minha realidade, e sem neura por isso; afinal, sei discernir e filtrar o que me agrada e o que posso adaptar. Também curto ler blogs mais próximos de mim, como o seu, o Hoje Vou Assim OFF, o Futilish (com ressalvas, haha), o UASZ, o Modices, pois acabo aprendendo mais, muito mais!

    Gosto de equilibrar os dois, gosto da diversidade e do mundo de possibilidades que temos hoje!

    Poxa, quem não gosta de ver foto bonita? Ninguém precisa se sentir culpada simplesmente porque não é sua realidade, porque você não parece o público alvo daquilo... Todos somos o público alvo; não precisa ser tão radical, como tudo na vida, o equilíbrio é o que devemos buscar. Eu acho né :)

    Sei que provavelmente não terei uma peça Chanel ou Valentino, mas acho bonito, e não tem nada errado com isso. Mas com vocês aprendi e aprendo todos os dias que dá pra buscar qualidade de uma forma acessível. Aos pucos, claro, a gente vai encontrando nosso Norte!

    Então obrigada! À todas vocês <3

    ResponderEliminar
  79. Puts, Carol, me identifiquei tanto! Esse negócio da ostentação versus realidade também tem me chamado atenção há algum tempo e você conseguiu "organizar" meu pensamento, é exatamente isso.

    beijo!

    ResponderEliminar
  80. […] Compramos o sonho, um texto muito bacana sobre blogueiras famosas e o comportamento humano. […]

    ResponderEliminar
  81. Ei! também raramente comento, mas sempre leio! Seus textos são ótimos e resumem bem a realidade!
    Pra quem tenta fazer algo diferente do que a maioria dos blogs acaba não alcançando o público, pois ele esta muito ocupado querendo ver os looks do dia alheio, é difícil, mas não desisto. Continuo tentando fazer algo diferente, seguindo as dicas do titio Silvio Santos, "faça o que a sua intuição manda" rs! E você continue a escrever e a produzir, pois está de parabéns! beijo

    ResponderEliminar
  82. Polliana23.1.15

    Concordo total com as meninas... Não sei como marcas grandes, tipo Farm, ainda não te contrataram (tb. nem sei se é algo que vc quer, né? kk). Porque vc tem muuuuuuito talento, é criativa, vai atrás do que acredita! Tb. acho que vai ser muito conhecida pelo seu trabalho! E será super merecido. Bjo

    ResponderEliminar
  83. […] último link é uma leitura obrigatória! A Carol Burgo sintetizou muito bem lá no Small Fashion Diary todo esse sentimento de “também quero” (meio velado) que a gente tem sim ao ver esse […]

    ResponderEliminar
  84. Marília23.1.15

    Carol, vejo seu blog há um tempinho e acabo nunca comentando, mas não tive como deixar de fazê-lo nesse post: parabéns, mulher!!! Que texto incrível, bem escrito, sincero. Gosto muito do seu blog justamente por você ser "real" - o que, pra mim, representa a moda no Brasil e a própria mulher brasileira de uma forma muito mais pertinente (e condizente com a realidade). Obrigada por ser (e permanecer) assim, com um blog em que as leitoras se identificam - seja por meio das fotos, dos vídeos, dos desabafos, dos achados fast fashion e da liberdade de criar algo diferente da padronização que acabou tomando conta da maioria dos blogs de moda. De novo, parabéns!

    ResponderEliminar
  85. Cecília23.1.15

    Sensacional Carol! Há tempos eu espero por uma opinião tão sincera como e fico muito feliz que tenha vindo de você, que é uma pessoa sensata, e que na minha concepção, tem a habilidade de captar os anseios femininos de forma sutil e real, expondo sempre os pontos mais relevantes e que revelam o que de fato é ser mulher...que trata tão bem o tema das "feminices" sem se perder em futilidades. Parabéns,pelo ótimo texto e pelo seu talento. Principalmente, por você ser quem você é. Adoro o seu blog e a sua visão de mundo, te admiro! Sucesso!

    ResponderEliminar
  86. Muito verdade tudo isso aí, Carol. Amo moda, estudei moda, pesquiso moda e já tive tantas crises com essa "irrealidade" que todo mundo venera! Criei um blog há bem um tempo atrás porque queria ter minha voz, sentia que ela era diferente e talvez hoje ele até fosse grandinho e legal, mas entrei em crise porque todo mundo que lia gostava, mas sugeria: coloca look do dia, faz isso, faz aquilo que vai bombar. E simplesmente não dá, porque eu não sei me expor, minha vida é normal, não tem glamour, não tem dinheiro, não tem compras de coisas legais todo mês (que dirá semana, dia) e aos poucos fui desgostando disso tudo, achando que eu não sou "blog material". A moda (fenômeno social, econômico e cultural) sempre foi meu sonho e o irreal foi matando ele aos poucos. Idealismo demais, talvez.

    Desde o final do ano passado eu quero voltar a ter minha voz, mesmo que ela não seja lida ou não influencie ninguém a ser feliz com sua vida normal. A diferença é que agora eu tenho essa consciência: de que as pessoas precisam fugir da realidade em alguns momentos e que elas vão sim preferir que eu postasse outras coisas e isso não é de todo ruim, porque a realidade dói. E como dói.

    Abraço com carinho, desde que descobri seu blog você é uma inspiração pra eu acreditar mais no meu potencial.

    ResponderEliminar
  87. Pois eu prefiro seu blog. Fiquei muito feliz de ter achado. Eu havia entrado numa onda de só querer consumir roupas mais caras, mas nunca tão caras como um valentino eheheh, e vi que dá pra ser feliz, bonita e original com peças de magazines.

    Eu até acompanho o GE, talvez por no fundo também sonhar com essa ryqueza toda. Mas acho um blog mais pobre, com textos mais vazios. E tenho a sensação que tudo ali existe para me vender um produto que vale mais do que precisa valer.

    E no fim das contas a gente tem que encontrar nossos caminhos. Eu ainda acho mais cool ter um estilo próprio do que só usar grifes caras.

    ResponderEliminar
  88. alana loiola23.1.15

    você é inspiradora, real, sincera... Parabéns!!! obrigada pelo lindo post.

    ResponderEliminar
  89. Carol, confesso que no começo eu segui muito dessas meninas sabe, mas cansei.
    Cansei pq prefiro mil vezes ver um look criativo seu com um texto falando sobre calor e pegar bus. Me sinto mais próxima, quase como se te conhecesse. Do mundo dos blogs, sigo mais os alternativos, com gente de verdade, pq essa é a essência do blog quando surgiu.
    Beijocas minha diva, vc me inspira muito, mas não nos looks, isso é o de menos, sim na vida, a enfrentar as coisas com um sorriso maravilhoso o rosto.

    ResponderEliminar
  90. Dominique24.1.15

    Eu não gosto de acompanhar as blogueiras descritas no texto, as famosas it girls, pois não me identifico com elas e acho minha realidade completamente distante. Não sonho com restaurantes caros, nem roupas carérrimas, enfim, nada disso me deslumbra.

    ResponderEliminar
  91. laiza25.1.15

    Carol, adoro seu blog, seu estilo, sua personalidade, seu talento artistico e principalmente as coisas que vc escreve e a maneira como escreve. Vc devia publicar um livro de cronicas da moda. Acompanho seu blog muito mais que os outros, justamente pq esse estilo de vida perfeito me cansa! bjs e pense sobre livro hein!

    ResponderEliminar
  92. Oi Carol! Acho que é normal sonhar e desejar coisas que, muitas vezes, são inalcançáveis e já acompanhei muito os blogs das it-blogueiras, mas hoje curto muito mais blogueiras pé no chão como você ou a Marina do 2beauty.
    Quando as it passaram a inundar seus blogs com posts patrocinados (sem condenar, cada um faz o que quer e ganha dinheiro como acha melhor), roupas de grife e tudo passou a soar muito falso, perderam o encanto, sabe? Sem contar que te admiro como pessoa e algumas it me parecem meio vazias. Você é super talentosa e criativa. Pra mim fica muito mais fácil se identificar com alguém que trabalha duro do que com alguém que passa a vida ganhando tudo de mão beijada. Ainnn... vamos ser amigas?! rsrs
    Tem outro fator também: às vezes me dá a impressão de que o pessoal perdeu a noção aqui no Brasil e se distanciou da essência inicial. Algumas it estrangeiras ainda mantém a aura de blog, de algo pessoal, enquanto que aqui tudo se profissionalizou. Virou site e deixou de ser blog.
    E quando blogs denunciaram como algumas blogueiras passavam por cima da ética para fechar parcerias e anunciar produtos a coisa se complicou, né? Eu levo isso super em consideração. Acho que a transparência é fundamental. Não adianta querer enganar o leitor; se você quer ser formador de opinião precisa falar a verdade sempre!
    Enfim, é isso o que eu acho. Curto e me inspiro muito mais em alguém que usa roupas que eu também posso comprar do que quem só usa grife e anda super montada.
    Bjo e parabéns pelo blog, pela loja e pelas ilustrações!

    ResponderEliminar
  93. Naiara Castro26.1.15

    Sem palavras. Simplesmente... Ótimo texto!

    ResponderEliminar
  94. Laura26.1.15

    Texto incrível! Amei. Afinal, sonhar não custa nada e o importante é sermos felizes dentro da nossa realidade.
    Bjs

    ResponderEliminar
  95. Fernanda Luiza Novato26.1.15

    Simplesmente Fantástico , Brilhante ....Você é FODA Carol ....Parabéns pelo texto!

    ResponderEliminar
  96. Larissa26.1.15

    Seus textos tem uma capacidade absurda de nos puxar pra você, tanto que semana passada virei pro meu namorado e falei " A Carol Burgo, aquela do blog que eu gosto, ela falou pra mim..." kkkkkkk ele começou a rir da minha intimidade, mas é como a menina ali em cima falou, vc é uma pessoa que dá vontade de ter como amiga, parece uma pessoa muito verdadeira e com um coração muito bonito. Mto boa sorte com a loja e com tudo na sua vida :) . Adoro seus textos.

    ResponderEliminar
  97. Simplesmente assino embaixo de tudo que Rafa falou!

    ResponderEliminar
  98. Apenas para dizer que concordo em gênero, número e grau. But don´t worry, do mesmo jeito que vida real cansa, o fato de abrir redes sociais e só ver coisas perfeitas também cansa, e ver um pouco de vida real na internet também dá um pouco de alívio. Continue mostrando sua vida real que há quem necessite de um pouco disso na internet tb! Beijos!

    ResponderEliminar
  99. ana carol26.1.15

    É justamente a proximidade com a minha vida real que me faz vir aqui todo dia em busca de novos posts. Acho que só comentei uma vez aqui, e discordando de você, sobre usar camiseta de banda sem nem conhecer as músicas ou discurso dela. (Hehehe...) Mas, como estava dizendo, não consigo passar muito tempo em blog-magia (claro que visito, vezenquando), gosto de ver o que posso ter. Então quero te parabenizar pelo blog delicioso! E pedir que divulgue esses outros blogs vidareal que você mencionou... Já que a senhora não atualiza aqui diariamente, não é, mocinha? :D Beijo!

    ResponderEliminar
  100. Adorei o post, Carol. Acho que você conseguiu traduzir perfeitamente o que muitas meninas sentem hoje ao seguir essas blogueiras como se fossem um exemplo de vida a ser buscado. Eu sigo todas também, acho que, como todo mundo, sou meio voyeur, mas confesso que os blogs que mais gosto são justamente os que mostram uma realidade possível. Acho que a gente tem que ter um certo pé atrás com o que certas meninas vendem como sonho de consumo pois tem muita banalidade e coisas completamente fora da realidade brasileira e que elas sequer compram - ganham de presente pra fazer publicidade. E nós muitas vezes ficamos desejando e nos frustrando com o tal sonho impossível.

    Adorei o blog e adorei como vc escreve!
    Beijos!
    www.baudabijou.com.br

    ResponderEliminar
  101. Alessandra26.1.15

    Oi Carol,
    E a primeira vez que visito seu blog, já te adianto que ganhou mais uma seguidora. Este texto é perfeito, achei tão "eu" rsrs. Compartilho da mesma opinião, acho que o "belo/ impossível" atrai mesmo, mas não faz mal quando se tem pé no chão neh! Agora vou olhar seus looks pra me inspirar! Parabéns, bjo.

    ResponderEliminar
  102. concordo com vc Carol! mas sabe, eu soh acompanho os blogs e canais do youtube de meninas "normais".
    Sai da minha area de trabalho de estilo de moda justamente porque nao me encaixava ou me sentia bem em toda essa ontentação.
    O legal do mundo dos blogs é isso, que pessoas comuns podem criar e se divulgar.
    No youtube mesmo, tem meninas que nao sao milhonarias mas q estao em primeiro lugar de acesso. Bianca Andrade, Taci Alcolea... e nao tem nada de chanel ! eles sao gente como a gente e muito criativas, um dom que valorizo demais!! Procuro blogs que me fazem me sentir bem , nao ruim com o que tenho ou deixo de ter. bjao!! te adoro ! suceso!

    ResponderEliminar
  103. Soninha26.1.15

    sem comentários: texto simplesmente PER-FEI-TO !
    Perfeito na escrita, perfeito na mensagem a ser transmitida.
    Como disse a leitora Débora: tú é FODA garota.
    bjs

    ResponderEliminar
  104. Mariana27.1.15

    Carol, parabéns!
    Muuuuito bom esse texto! Me identifiquei total! :)
    Ganhou uma leitora assídua!
    Agora, eu tenho percebido que esses blogs cheios de fotos maravilhosas, luxo e glamour estão perdendo espaço - pelo menos da minha parte - após o Instagram. Como muitos deles não possuem um conteúdo interessante, eu só olho o Instagram (e adoro, claro!) e deixo para ler os blogs de "vida real", como o seu! :)

    ResponderEliminar
  105. Malu Prusch27.1.15

    Carol como é bom saber que vc é normal assim como eu assim como qualquer pessoa! Que o sonho da pra ser realidade conforme cada um pode, isto é um alívio... Continue assim realista e nos inspirando com sua forma de se vestir e pensar!! Você é especial e saiba que vc esta na minha lista de 5 melhores blogs que sigo!!! Bjoks

    ResponderEliminar
  106. Rebeca27.1.15

    Ai, Carol, você é linda, né?

    ResponderEliminar
  107. Nunca vi uma definição tão perfeita sobre o fascínio que o lifestyle de algumas blogueiras causam na gente. Arrasou!

    ResponderEliminar
  108. Mayara27.1.15

    Carol, respeito seu gosto por seguir algumas das blogueiras ricas. Seu texto, como sempre, é ótimo. Gostei da sua reflexão, mas eu particularmente prefiro as blogueiras da vida real, garotas como você além de se vestirem bem são espontâneas e verdadeiramente criativas. Apresentar as várias possibilidades de vestir uma mesma peça de roupa são para poucas. Gosto das tuas publicações porque a vida cotidiana que você nos mostra não é simplesmente uma vida cotidiana habitual. Seu talento é mostrar o corriqueiro de modo estilizado, você ver a vida com um olhar poético, essa é você e isso me inspira. Beijos

    ResponderEliminar
  109. Carol, fiquei encantada com o seu texto... Na verdade sou encantada com você!

    Muita gente diz que sonhar não custa nada, mas o que eu vejo no meu cotidiano é que os sonhos podem custar a nossa felicidade. E digo isso porque de tanto desejar o que não temos, acabamos, muitas vezes, insatisfeitas com a nossa realidade, como se merecêssemos mais do que uma simples vida real.

    Eu tenho um blog e um instagram (@9as18) sobre moda corporativa, direcionado para gente que levanta da cama todos os dias de manhã e tem que ir ao escritório bater ponto e trabalhar. Pessoas que no final do mês não têm mais do que os seus salários para pagar as contas e garantir seus próprios "mimos".

    Sempre faço essa reflexão sobre o que vende e vejo, assim como você, que o ibope da vida real é bem menor do que o do surreal! É como se de "pobreza" bastasse a nossa própria, sendo desnecessário que assistamos também a do outro. O diferente interessa, o impossível fascina!

    Parabéns pelo texto! Gostaria de um dia poder sentar com você aqui nesse nosso Rio de Janeiro para bater um papo! Acho que temos muito em comum, inclusive a tal da vida real!

    Bjs

    ResponderEliminar
  110. Isabella27.1.15

    Já pensou no quanto o seu padrão pode ser impossível para pessoas que te seguem?

    ResponderEliminar
  111. Muuulher, falou tudo! Super me identifiquei no texto. É sempre bom sonhar mesmo que este seja impossível.
    Beijos, querida!

    ResponderEliminar
  112. Só esqueci de acrescentar em meu comentário anterior que, sonhamos tanto com essas "it girl" e somos tão influenciada por essa vida que muitas meninas tem feito blogs pensando no "glamour de ser bloguete" hahaha! (sou dessas).
    xx

    ResponderEliminar
  113. Flávia28.1.15

    Eu, particularmente, não sigo mais esses blogs de "it girls" porque parecem colunas sociais repaginadas. Justamente por ser o contrário disso, fiquei feliz em conhecer o seu blog. O que me encanta na moda e na vida é a criatividade e, muitas vezes, essa é a primeira coisa a desaparecer no mundo glamourizado de muitos blogs.

    ResponderEliminar
  114. Amanda Maia28.1.15

    Carol,
    É como se você tivesse conseguido traduzir em palavras o que penso em relação a alguns blogs, o fascínio que alguns conseguem provocar, bem como uma pausa para algo mais real e possível dentro da minha realidade...
    Talvez o grande segredo desses blogs seja realmente isso, despertar em nós relis mortais, os sonhos e desejos mais profundos, talvez de termos roupas maravilhosas, vivendo sempre maquiada, pele impecável, cabelo no lugar, sempre de salto alto... Arrisco a dizer que muitos blogs já descobriram esse segredo e utilizam sem medo.
    Eu me permito sonhar... Mas como sempre, a gente sempre acorda do sonho e aí tem que viver!
    Bjos.

    ResponderEliminar
  115. Olá Carol,

    Ganhou mais uma leitora com esse texto!!! Eu super concordo com você. Porém ultimamente tenho lido blogs mais próximos da minha realidade, não sei deve ser um momento, pois também concordo que vamos alternando nossas "pessoas de inspiração" de acordo com o momento da vida!!! Realmente essas blogueiras "top of the rock" são demais e concordo que nos inspiram a ir além, mas as blogueiras que falam da vida real também nos levam a ter aquele sentimento "ufa, não estou sozinha neste mundo" gerando um conforto e deixando tudo mais próximo!!! Por isso acho bacana a existência dos dois formatos!!! assim vamos navegando entre o sonho e a realidade de uma forma saudável e sem frustrações!!!
    Parabéns novamente!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  116. Emanuele28.1.15

    Eu sigo apenas 4 blogs e o seu e o da Ana do hojevouassimoff mostram o tipo de mulher que sou e quero continuar sendo: aquela que corre atrás do próprios sonhos, que ri de si mesma, que reconhece o valor de ali no barzinho da esquina tomar um drinque e jogar conversa fora para desanuviar os pensamentos. Acho um saco um blog que só mostra coisas que eu não posso e nem quero pagar...

    ResponderEliminar
  117. Nossa, seu texto foi sensacional! Mesmo!

    ResponderEliminar
  118. Lorena Couto29.1.15

    Sem palavras para esse texto, concordo plenamente com você. Não ganhou uma nova leitora, mas sim uma admiradora desses textos incríveis e claro, desses looks lindos e reais. Beijo (:

    ResponderEliminar
  119. Fernanda Medeiros30.1.15

    Cara, tú é muito foda garota!!!! Texto sensacional!!! Eu prefiro o seu blog vida real e acho você uma puta inspiração, parabéns pelo blog e pelas conquistas!!

    ResponderEliminar
  120. Ameeeeeeeeeeeiii seu texto! Pensamos exatamente a mesma coisa e pelo jeito desejamos o mesmo também! Precisamos nos conhecer kkkkkkk

    Parabéns ótimo texto!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  121. Texto maravilhoso, seguir as it como inspiração no sentido de batalhar para alcançar uma estabilidade de vida parecida com a delas, tendo sempre em mente que o que elas construíram não foi de um dia para o outro, mesmo as que tem patrocínio familiar tiveram que faz uma forcinha para chegar onde chegaram. É lindo ver a Jules pegando um bronze em alguma ilha deserta rodeada de modelos e blogueiras famosas, mas eu sempre fico pensando se ali tem amizade verdadeira, é um mundo um pouco solitário :(
    Bom, saiba que você é minha blogueira pé no chão do coração, não só pelos looks usáveis no mundo dos mortais, mas por textos como esse, que nos faz parar um pouco e pensar (e repensar) nossas atitudes (:

    Beijos Carols <3

    valentinassake.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  122. Leandra10.2.15

    É absoluta verdade que compramos sonhos. Em comédias românticas, na literatura e também nos sites e blogs. Todos adoramos fotos bonitas, histórias bonitas, gente bonita. Acho isso normal. O curioso é que lendo seu texto, refleti que na verdade, mesmo em literatura e filmes, com certeza nos blogs, prefiro consumir sonhos perto do real. Nunca me sinto envolvida com o mocinho milionário, perfeito e atlético. Não gosto dos blogs cheios de marcas inacessíveis, meu sonho é tranquilo, o sonho que gosto de consumir é bonito, mas acessível, meu príncipe favorito sempre foi o Fera ( A Bela e a Fera). Nunca me apaixonei pelo menino mais bonito da escola, Amo achar uma blusa linda de 20 reais na promoção da Renner. Amo os blogs em que o talento das meninas faz coisas lindas com produtos possíveis no meu orçamento. descobri que eu sonho com o que está a um passo de mim, talvez por isso eu seja feliz. estando a um passo, muitas vezes conquisto. Hoje sei me maquiar super bem (graças a blogs maravilhosos), tenho roupas bem bacanas, nem sempre baratíssimas, mas sempre dentro do meu orçamento e que me deixam feliz. tenho uma vida que gosto, sonho, é claro! Com viagens que demoram mas chegam. Com coisas novas para a casa, com suéteres ou um par de botas lindos. mas principalmente com saúde e harmonia na minha família, com uma festa legal de aniversário para minhas filhas. Tenho sorte! Meus sonhos são realizáveis, demandam algum sacrfício, escolhas, mas são saborosísimos. Obrigada pela reflexão que me propiciou. Adoro seu Blog por ser real, gosto dos textos e admiro seu talento. grande beijo!

    ResponderEliminar
  123. Li outros textos seus, mas esse foi maravilhoso. O melhor até agora. Já pensei mil vezes nessa questão de como o instagram (e qualquer vida assistida) nos instiga a querer consumir, "sonhar", ir além. Até pouco tempo atrás me via printando looks no instagram: PRA QUE? Só me incomodava, na hora não, mas depois me sentia mal. Hoje adotei o minimalismo e me sinto muito bem, uma nova vida e forma de enxergar as coisas. Seu texto é muito bom mesmo! Parabéns!

    ResponderEliminar
  124. Tatyana18.2.15

    Te sigo a uns 4 anos.. e acredito que essa seja a segunda vez (sim,sou péssima nisso) que comento alguma coisa. Ler esse texto e os comentários dazamigas foi um presente!
    Faz um tempo que eu e minhas amigas discutimos sobre blogs/vlogs/afins, e tu conseguiu organizar, expressar (até acrescentar) divinamente bem o que eu tentava dizer..

    Valeu, Carol! Quanta admiração que nós temos por tu!

    ResponderEliminar

Subscribe