Um diário de vida, viagens e estilo.

2 coisas e uma jaqueta

17 agosto 2011


Ponto 1: gente...foi coincidência eu ter vindo toda de Zara, justo quando estoura essa notícia cabeluda de que a Zara do Brasil usa mão de obra "escrava" na produção de suas roupas. Vamos combinar né gente? Riachuelo e Marisa também já foram autuadas por abuso de mão de obra indevidamente remunerada e tamo aí comprando né? Infelizmente não é só a Zara, ou as lojas populares. Praticamente tudo que consumimos (tecnologia, eletrônicos, jeans, sapatos, maquiagem, perfumaria) tem alguma atrocidade humana/animal por trás e nem sempre a gente tem como saber a proveniência ou ter controle/conheccimento sobre isso né? Então por isso vamos todos viver em comunidades hippies sem usar perfume? Não né? Enfim...nem vou debater o assunto, tô a fim não!

Ponto 2: Não está realmente fazendo um frio de rachar em Recife que justifique minha jaqueta, mas eu PRECISAVA mostrar pra vocês como ela é linda!!!! hahahahaha Sabe quando a gente compra uma coisa nova e quer mostrar pras amigas? Pronto! #coisademulher (além disso em Recife faz calor, mas na agência o ar-condicionado tá sempre em 18º então até dá pra usar um casaquinho.)

Encomendei esta jaqueta à minha irmã Aimara, pra ela comprar em Portugal por que a Zara daqui do Brasil tem preços pela hora da morte. Esta jaqueta perfecto (em Portugal chamamos de motard) custou uns 40 euros, que aqui dá uns R$ 90. E andando pela Zara semana passada vi uma similar, por mais de R$ 300! O.o Fiz bom negócio, portanto! =D

Sonhava com minha jaqueta motard há séculos, por que dá uma super aura-rock-n'-roll em qualquer look e eu adoro essa pegada motociclista nos layouts (influência do papis que tem moto? será?). Pra compor o look juntei uma camisa branca (tô viciada em camisas brancas população!!!), uma micro-saia e minhas super-duper-cool overknees pretas! Essas meias acima do joelho que eu nunca encontrei em CANTO NENHUM nesta terra, então pedi pra minha irmã mandar também. hehehehe

Resumo da ópera: é isso aí. Tô precisando agora de uma ankle sem salto preta pra ser feliz. AHAHAHAHAH que conclusão foi essa gente? O.o

Jaqueta motard: Zara Portugal, 40 euros | Camisa: Zara Brasil, R$ 59 | Saia: Zara Brasil, R$ 39 | Meias: presente da irmã | Colar: Galeria Café, Ipanema, R$ 46 | Scarpin: Santa Lolla, R$ 220 | Bolsa: Brechó, R$ 15 | Óculos: Marisa, R$ 49

Beijos, Carols

Ps: só usei a jaqueta nas fotos tá? pra vocês verem como ela veste e até usarem como sugestão caso alguém vá viajar pra um lugar mais friozinho, antes que alguém pense que eu morri assada! heheheeh =*

---------------------- UPDATE! ----------------------

Percebi que muitas leitoras manifestaram algum tipo de descontentamento/decepção pela minha "postura" em relação ao caso Zara. Acho que eu deixei claro que eu não concordo com trabalho escravo e que não defendo a Zara, mas sim que fico mais indignada com outras coisas, mas cada um entende como quiser. Contudo, passeando pelo maravilhoso blog da Camila Gusmão, não pude deixar de ler um excelente texto que ela escreveu sobre o caso e o qual eu concordo com TODAS AS LETRAS. Vale a pena a leitura e o possível fim da discussão né?
por Cami Gusmão
39 comentários on "2 coisas e uma jaqueta"
  1. Ontem até fiquei com medo da reação das pessoas no twitter sobre o bafafa da Zara o.o. Enfim, tb amo a Zara :)
    Amei seu look. Ainda me falta coragem para usar over the knee socks. Eu sempre quis e toda vez que coloco fico meio envergonhada e diminuo o comprimento ;-;. Essa jaqueta é linda, mas eu ameii sua blusa *-*

    ResponderEliminar
  2. Tô na dúvida se eu amei mais a jaqueta ou a blusa... ainda não me decidi!
    Lindo o look! Tem cara de sou rycah e magra e posso usar essa micro saia! =D
    Comprei uma jaqueta nessa mesma perspectiva, só que às pressas pra ir viajar e encarar o frio e agora eu acho q ela ta mt grande em mim =(
    Triste, pq é uma coisa cara e eu só comprei pq precisava meeesmo e amei o modelo, mas apesar de eu continuar usando, não fica assim justinha.
    Masssss, bola pra frente e um bj pra vc! Fica com Deus!

    ResponderEliminar
  3. adoreei a miniminimini saia, e essas meias são tuuudo nessa vida. :)

    ResponderEliminar
  4. Queria taaanto saber como o povo de Recife olhou pra você enquanto desfilavas pelo Recife Antigo de overknees! hahahah!
    Adorei o look e a ousadia!
    Você é lindaaa!

    ResponderEliminar
  5. Mariana Bragato17.8.11

    carol, faz um favor pra mim!??!! pede pra sua irmã trazer uma dessas jaketas pra mim!?!?!? KKKK Putz!!! Preço muito bom!!! To louca por uma. Aqui onde moro (bem longe de vc - ES - Venda Nova do Imigrante) faz um frio danado de bravo, e ainda não consegui juntar um dim dim pra minha super hiper mega jaqueta zara!! rsrs

    Linda produção!!! Amei de paixão, como sempre arrasando nos lucks!! rsrs

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17.8.11

    Carol, lindo seu look!
    Quanto a Zara... lembre-se que dois erros não fazem um acerto. Não é porque várias outras lojas fazem que justifica. Qualquer loja que eu descubro que usa trabalho escravo eu paro de usar mesmo. O que me deixa triste pq eu amava a Zara! Claro que o governo que tem que fiscalizar, mas a gente não tá aqui de passagem e de espectador não, temos que fazer nossa parte.
    Beijinhos,
    Natalia

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde!!!

    ahhh zara descobriram um lugar de escravos aqui na Argentina tb faz alguns meses...
    mais isso nao seria novidade nenhuma...

    adorei seu look..ta preciosa..beijosss

    ResponderEliminar
  8. Geente, imagino o povo na rua olhando pra você com essa meia! hahahah a super cara de espanto deles!

    Tá liiiiiiiinda demais Carol, diva, diva!

    ResponderEliminar
  9. LINDA! Mas o melhor é sua coragem de sair assim na rua sem ligar pro que as pessoas vão falar! Diva! Beijo!

    ResponderEliminar
  10. Laíza17.8.11

    A jaqueta é linda mesmo, e o preço foi ótemo! Amei a camisa com a saia animal print,ficou sexy sem ficar over, acho que por conta da camisa né?

    Mas achei que a meia apertou um pouco sua perna, talvez pq seja nova.

    bjos

    ResponderEliminar
  11. Larissa Ciabe17.8.11

    Acho que a produção ficou muito boa da cintura pra cima.. para baixo achei um pouco vulgar.. essa combinação saia + meia ficou estranho, ainda mais para os ares quentes de Recife. Além disso, como a Laíza falou, a meia ficou um pouco apertada, o que manchou o visual.

    bjs

    ResponderEliminar
  12. Carol, adoro o jeito que vc escreve, adoro seus looks, sua ousadia e gosto muito do seu blog pq ele eh um dos mais reflexivos da "categoria" rsrs.
    mas não tenho como esconder minha decepção diante do seu posicionamento.
    na polêmica da ARREZO o título do seu post foi "sem pele", pensei que chegaria aqui hoje e encontraria "sem trabalho escravo" com a polêmica da ZARA.
    não consigo entender como o uso de pele verdadeira te deixa mais revoltada do que submeter um ser humano a situações análogas a trabalho escravo, "Trabalhadores costurando das seis da manhã até as duas da madrugada para receber como pagamento um prato de comida. Rottweillers no quintal para impedir tentativas de fuga.". mais do que injusto, mais do que humilhante! degradante...
    Fico com a esperança das suas palavras no fim do post da AREZZO "Ainda que o povo brasileiro tenha uma facilidade incrível de esquecer as mazelas, com certeza muita gente vai pensar duas vezes antes de comprar novamente na loja."

    ResponderEliminar
  13. Camila18.8.11

    Ameiiiii o look! Foi o que eu mais gostei em toda a minha história de leitora do Small... arrasou! Queria ter essa coragem toda também de usar o que quero e na hora que quero, confesso que estou aprendendo isso com você! Bjoosss

    ResponderEliminar
  14. Cris Andrade disse...

    Carol, adoro o jeito que vc escreve, adoro seus looks, sua ousadia e gosto muito do seu blog pq ele eh um dos mais reflexivos da "categoria" rsrs.
    mas não tenho como esconder minha decepção diante do seu posicionamento.
    na polêmica da ARREZO o título do seu post foi "sem pele", pensei que chegaria aqui hoje e encontraria "sem trabalho escravo" com a polêmica da ZARA.
    não consigo entender como o uso de pele verdadeira te deixa mais revoltada do que submeter um ser humano a situações análogas a trabalho escravo, "Trabalhadores costurando das seis da manhã até as duas da madrugada para receber como pagamento um prato de comida. Rottweillers no quintal para impedir tentativas de fuga.". mais do que injusto, mais do que humilhante! degradante...
    Fico com a esperança das suas palavras no fim do post da AREZZO "Ainda que o povo brasileiro tenha uma facilidade incrível de esquecer as mazelas, com certeza muita gente vai pensar duas vezes antes de comprar novamente na loja."

    ResponderEliminar
  15. Oi Mi e Cris!

    olha, vou falar a verdade sobre essa polêmica toda da Zara e da Arezzo: animais sendo massacrados me comove mais do que humanos adultos sendo escravizados. Sinceramente, do fundo do meu coração, um animal ou uma criança são muito mais indefesos e inocentes. Praticamente toda grande empresa do mundo tem algum "podre" no seu processo de produção. A Coca-cola escraviza CRIANÇAS em El Salvador, as empresas de medicamentos fazem testes absurdos em humanos, nossas safras de cana-de-açúcar trabalham com "escravos", pessoas sujeitas às piores condições do mundo, entre tantos outros exemplos, e alguém deixa de consumir açúcar? ou beber coca-cola? ou comer carne bovina por que existem pelo menos 250 empresas de produção de gado e laticínios que utilizam mão de obra escrava no Brasil???

    Mas nenhum desses exemplos me deixa mais estarrecida do que matar animais pra fazer um casaco de pele de raposa. Nenhuma ação do ser humano sobre o próprio ser humano me deixa mais enojada do que as ações do homem sobre a natureza. Por que a natureza é inocente do começo ao fim. Por que a raposa não sabe sequer o que estão fazendo com ela.

    Se eu acho correto o trabalho escravo? Não. Se eu concordo em alimentar essa "indústria"? Não. Mas o problema não é quem consome, o problema não é o capitalismo. O problema é o HOMEM. É quem produz, quem detém o poder da oferta. Se praticamente todas as empresas me oferecem "isto", o que eu vou consumir então? Renda de bilro do agreste do sertão apenas? Apenas para aliviar minha consciência de uma situação sobre a qual eu não tenho controle?

    Esse caso da Zara é só mais um exemplo do abuso do homem sobre o homem e isso não é novidade pra ninguém por que o ser humano tira vantagem do que for necessário (e desnecessário) desde que existem homens na terra.

    A diferença, para mim, do caso da Arezzo é a atrocidade que se comete com os animais que, na minha concepção, são muito mais dignos de pena.

    E isso não quer dizer que eu seja uma insensível e sem coração. Quer dizer apenas que a minha perspectiva é outra. :)

    Beijoss!!!

    ResponderEliminar
  16. Carol,
    polêmico esse post,né?
    1. sobre a zara. tu não acha que a qualidade aqui é melhor n??? e achei um absurdo a notícia. pqp.
    2. o que é essa jaqueta? linda de viver!!!
    3. Eu até comprei dessa meia cinza,mas a bichina enrola e eu nunca usei ¬¬
    bj bj

    ResponderEliminar
  17. ahhh gamei na camisa branca e na jaqueta, lindas de morrer ;)
    http://nataliavalentim.com/

    ResponderEliminar
  18. Adorei o colar de franjas de metal!!

    Bjosss,

    Marcella

    http://semanier.com/camisinha-de-que/

    ResponderEliminar
  19. Carolsss....eu acho que a qualidade de lá é melhor visse...pelo menos nessas coisas mais simples como regatinhas e blusinhas. Acho as daqui mais mal acabadas, os botões se soltam, as costuras rasgam... mas tb, tem tanto tempo que eu n compro na Zara de Portugal que nem sei mais. Só pedi essa jaqueta pra minha irmã por que lá é bemmmm mais barato.

    E que polêmica né? achei um absurdo tb, mas realmente não tem como o consumidor saber o que cada empresa faz para produzir suas coleções né?

    Olha...quanto à meia, essa enrola um pouco tb. tanto que algumas meninas comentaram que a meia tava apertando minha perna...por que ela fica enrolando...percebi que só tendo 2 gravetos no lugar das pernas é que é possível usar meia assim sem enrolar! heheheheeh


    beijos a todass! =***

    ResponderEliminar
  20. Uma pena sua linha de pensamento, mas apesar de nao concordar, voce tem todo o direito de pensar assim.

    Voce como nordestina deveria ser a primeira a contestar o trabalho escravo nas lavouras que aocntece embaixo do seu nariz.

    Mudar a cabeça, a maneira como vevemos é muito difícil, dá trabalho, exige paciencia e inteligencia, logo, nem todos estão aptos.

    Mas, cada cabeça uma sentença, se voce e muitos outros conseguem dormir sem peso na conciencia, parabens!!!

    ResponderEliminar
  21. Mi, trabalho escravo existe em qualquer lugar do mundo e os nordestinos não são mais ou menos escravizados que o resto do mundo.

    Eu realmente acho um absurdo o trabalho escravo quando, no lugar dessas pessoas inocentes, os presidiários, por exemplo, é que deveriam trabalhar, em vez de mofar num presídio sem contribuir para a sociedade enquanto meus impostos sustentam a vida deles.

    Mas eu não posso pegar uma foice e conquistar o mundo e libertar os escravos. Eu pago meus impostos para as pessoas que realmente detém o poder (nossos governantes) fiscalizem e façam sua parte. O que não acontece obviamente. E isso se estende a qualquer esfera da existência social.

    E diante de todos os problemas sociais, eu terei sempre que dormir de consciencia pesada? O que isso vai trazer pra minha vida a não ser revolta e dor de cabeça? E o que a minha revolta sozinha vai conseguir? Provavelmente a minha incapacidade de viver normalmente.

    Por que se eu for me ater a cada problema da sociedade, cada escândalo de marcas e pautar minha vida e minhas posturas por esses parâmetros, eu não vou é dormir. Seja qual for o peso (ou leveza) da minha consciência.

    ResponderEliminar
  22. Nem iria me estender sobre a polemica da Zara, mas a discussão aqui está interessante. Eu só queria fazer uma pequena observação. Eu acho que é pensamentos como estes que refletem o país e o povo brasileiro. E isso sim me envergonha mais do que violência que cometam a um animal e a um ser humano.
    Por isso, fiquei chocada com a discussão no twitter.
    Graças a Deus nem todos são assim. Imaginem se Ghandi pensasse assim, ou Mao Tse Tung, ou os Pais Fundadores do EUA.
    Enfim, como não vem ao caso. Cada um com seu pensamento e assim o Brasil segue com o sonho de ainda ser desenvolvido.

    ResponderEliminar
  23. Nath...nem Ghandi se salva. Ele mesmo mantinha relações com uma sobrinha de 14 anos. Mao Tse Tung foi responsável pela morte de mais de 70 milhões de chineses na sua "tentativa" de livrar o país de velhos hábitos, perseguindo intelectuais, queimando e exterminando um verdadeiro patromônio histórico de livros e textos chineses. Os pais fundadores dos EUA exterminaram e escalparam a maioria dos índios nos EUA. Che Guevara era um revolucionário idolatrado no mundo todo que não passava de um torturador atroz e insano...enfim. Os serem humanos são assim. Não os animais. Na filosofia o ser humano enxerga, na prática dizima.

    É tudo muito triste, mas o mundo é assim sim. Desde sempre.

    ResponderEliminar
  24. Anónimo18.8.11

    adoro seus looks.. mas esse.. eu passo!
    como vc conseguiu trabalhar com essa saia?
    Bjs

    ResponderEliminar
  25. Oi anônimo!! essa saia tem um problema sério de ficar subindo, mas eu vivo colocando ela pra baixo...de forma que no trabalho, ela praticamente cobre a meia...daí é tranquilo trabalhar. Além disso eu passo o dia todo sentada, sem contato com ninguém além das pessoas que já estão acostumadas comigo...então tá tudo em casa! ngm nem se abala! =D

    as vantagens de trabalhar numa agência que preza pela produção profissional e não pela roupa. :)

    ResponderEliminar
  26. Anónimo18.8.11

    "E a gente, que as vezes acha que é importante ter um look novo todo dia e renova o guarda-roupa a cada 15 dias também é tão culpado quanto a Zara."

    ResponderEliminar
  27. anônimo...eu realmente não vejo as coisas dessa forma. sinceramente eu não sou culpada por isso, como não sou culpada pela violência no Brasil, nem sou culpada pela fome na Etiópia. Você por acaso é culpado/a pelos homicídios do país? Você se sente um homicida igualmente?

    Eu espero que não.

    São fatores tão mais amplos do que eu, do que nós, tão mais gigantes do que a nossa existência que eu não me sinto culpada não.

    Me sinto culpada se eu jogar lixo na rua (coisa que eu não faço), se eu subornar guarda de trânsito, se eu roubar e matar, se eu for desonesta, se eu agir maldosamente e de propósito. Aí sim...mas no resto, consciência tranquila. Meu look novo do dia não tem absolutamente nada a ver com essa questão da Zara. Nada mesmo.

    ResponderEliminar
  28. Carol seu look todo ta show, você como sempre arrasa e quero essa jaqueta pra ontem..hahahahahahaha #aloka!

    Beijos,
    enxeridas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  29. Anónimo18.8.11

    Carol, você perdeu uma chance incrível de ficar calada. Observando esse seu post fica claro que você não entende bulhufas nem de moda, nem de civilidade e direitos humanos. Nós somos sim responsáveis por essa confusão geral, mesmo que apenas indiretamente. É uma pena que o fato de não jogar lixo no chão já seja o bastante pra te manter de consciência tranquila. Se o Brasil dependesse de pessoas como você, ainda estaríamos na ditadura.

    ResponderEliminar
  30. Anónimo18.8.11

    O que eu sempre notei é que a Carol monta looks só para se exibir e não se sentir bem, pois estilo tem MUITO haver com conforto e não sair com a roupa e ficar olhando pra baixo com medo que os outros olhe com cara estranha.

    Pessoas gostam de você, mas muitas sabem que por detrás destas roupas existe um ser extremamente frágil, insegura e pedindo por atenção. você desperdiça uma energia grande, fazendo posts que as pessoas só fiquem infeliz com que elas têm e saiam comprando outras coisas novas. As suas ilustrações merecem mais atenções, mas qual é o site que bomba?

    Abraços

    Lu

    ResponderEliminar
  31. Mariana Bragato19.8.11

    Eu não queria me meter nesses comentários, mas eu, como leitora fanática dos posts da carol, apaixonada pelo seu jeito irreverente, me sinto na obrigação, de deixar aqui registrado, que DESCORDO EM GENERO, NÚMERO E PESSOA, sobre o que a moça acima disse! A forma como a carol se veste, como ela se expressa e como ela escreve no blog, são extremamente inspiradoras para mim, e, muito ao contrario de que o anonimo disse, não me tornou uma pessoa mais consumista, carol esta fazendo com que eu me veja, e veja meu guarda roupa diferente! Ela me mostra possibilidades de combinar, noções, que eu nunca tive e nunca imaginei. Isso faz com que eu valorize muito mais o simples fato de me vestir todos os dias, não só pensando no que os outros podem ou não achar, mas mentalizando o que eu gosto, o que me faz bem, o que eu quero.
    Gostaria de deixar aqui registrado também, que não existe ser perfeito, que todas nós, temos nossos momentos (algumas mais que as outras) de fragilidade, de necessidade extrema de atenção, de raiva. Somos seres humanos, MORTAIS, perfeitos em sua imperfeição.

    Sim, concordo, somos todos responsáveis por tudo que esta acontecendo a nossa volta. Temos que levantar e agir!!! Mas, acredito que essa não é maneira correta, vim aqui e julgar as pessoas (sim, agora estou julgando, tenho plena consciência do meu erro!!). Eu, nesses últimos dias vendo as reportagens sobre os campos de refugiados africanos, acabei ficando muito pensativa, e deprimida. Mas... Me ensinaram que isso é sim nossa responsabilidade, mas nem por isso eu tenho que me sentir "a pessoa mais mal do mundo", eu tenho é que buscar ser uma pessoa boa, fazer coisas boas, dar bons exemplos. Assim eu serei capaz de mudar alguma coisa.
    Enfim, Carol, (isso não é um concelho!! É só como eu vejo) Não se importe com os comentários, vamos fazer nossa parte, sem gerar desavenças, sendo pessoas boas, assim seremos capazes de mudar alguma coisa. NÃO ADIANTA BUSCAR CULPADOS, APONTAR QUEM TEM MAIS OU MENOS CULPA! Isso não ajuda em nada, não faz a diferença.
    Podemos e devemos nos expressar, esse é o livre arbítrio
    Grande Abraço de uma FÃ da CAROL BURGO! Que esse blog nunca acabe!!

    ResponderEliminar
  32. Obrigada pelas palavras Mari!! Muito amorrr <3

    Espero que a discussão tenha tido um fim né? E fico feliz que você entenda que meu blog é justamente o que outras leitoras não conseguiram entender:

    eu não olho pra baixo com vergonha do que eu visto. Eu estou cagando e andando se o povo não gosta do meu estilo, nunca tive medo de cara feia de ninguém pro meu lado, e ofereço sim, nos meus looks, opções baratas para minhas leitoras se vestirem bem sem gastar muito.

    Mas se as pessoas preferem entender este blog de outra forma (e me julgarem sem nem me conhecer de verdade), então sintam-se à vontade pra não ler nunca mais e me abominar pra toda a eternidade. É a critério de cada um. O blog tá aqui pra quem quer ler e se identifica com o que eu escrevo/visto. Quem não quer, mude o endereço.

    Quanto a nós Mari, tenho certeza que estamos sim fazendo a nossa parte na nossa vida, com nossa família, nossos amigos, no nosso trabalho, enfim.

    Beijos enormes! :)

    ResponderEliminar
  33. Carol, eu to apaixonada pelo seu blog haha sério! E esse look? Maravilhoso! Gostei da saia e da jaqueta então, nem se fala!

    ResponderEliminar
  34. Anónimo21.8.11

    Mariana, leia menos blogs e mais livros. O português agradece.

    Essa dica é boa pra você também, Carol. E lembre-se que, infelizmente, você é formadora de opinião, então se não tem nada de produtivo para dizer, que fique calada.

    ResponderEliminar
  35. Anónimo22.8.11

    Você oferece looks baratos porque não tem mais para comprar. Dúvido se tivesse grana estaria com essa "consciência" toda com looks ou cartões de crédito. Uma vez só faltou chorar no twitter porque uma guria tinha roupa cara e tava tirando fotos com uma câmera comum. Se fosse rica seria mais uma dessas looks do dia fazendo inveja as outras. Somente. Se dependesse de você, estaria de grife cabo-a-rabo ou morando num castelo.Porque me diz, uma menina pobre, vai usar Zara ou Tommi? E outra, quem tem estilo, sinceramente, não precisa provar através de looks que tem, é que nem uma pessoa ficar falando que é gênio e só escrevesse livro sobre si mesmo. Dicas de roupa quem dá são especialistas no assunto.

    Pessoas que vão se inspirar em você tem que ter ainda menos personalidade, porque nada que você fala é novidade. Falta muita humildade da sua parte, e ficar falando que teve uma vida difícil quando era pequena é pedante, muitas tem, muitíssimas. Você pode até inspirar várias pessoas, sim, até o Justin Bieber inspira, atrizes pornôs, Carla Perez e Paris Hilton.



    Ana

    ResponderEliminar
  36. Tá achando ruim Ana? Tá com inveja? Tá se sentindo lesada de alguma forma? Tá achando o óh? Tá achando tudo uma merda? Tá se sentindo ofendida com meus post, minha vida ou as roupas que eu compro? Tá achando um absurdo a forma como eu falo? Então pra quê você entra no blog? Sinta-se à vontade pra sair.

    ResponderEliminar
  37. Anónimo22.8.11

    Não, ao contrário, estou bem relaxada, nem lesada, nem ofendida. Quis expressar minha opinião. Ao contrário de você que parece sempre estressada com as riquezas dos outros. Tanto financeiramente quanto espiritualmente.

    ResponderEliminar
  38. estou muito muito muito muito muito muito longe disso. a riqueza financeira e espiritual dos outros não me diz absolutamente respeito nenhum e não me lembro de alguma vez na vida ter me estressado com a espiritualidade ou o bolso de alguém.

    ResponderEliminar
  39. Adorei o colar.
    Realmente o texto de Camila está impecável. Tb concordo com td e há muito ainda a se discutir sobre isso.

    Bjuxxx, gata!

    ResponderEliminar

Auto Post Signature

Auto Post  Signature