Um diário de vida, viagens e estilo.

roupa santa

07 fevereiro 2011

Eu não sei como eu o achei, já que eu visito tantos blogs legais nesse mundo infinito, mas o post de hoje é sobre Lucas Barros.

Lucas Barros é um designer alagoano, criador da marca Ap 401 que, formado em arquitetura, decidiu dirigir seu trabalho para a experimentação artística na moda. Estampas, pinturas, texturas, composições de cores e desenhos, sobreposições, apliques, uma infinidade de técnicas que Lucas desenvolve no seu apartamento, onde tudo começou.

O trabalho é lindo, explosivo e intenso, mas para mim, o que chamou a atenção mesmo foi a coleção de inverno de 2010 da marca, chamada Santo. Fiquei deslumbrada e com pena de só ter conhecido agora o trabalho do designer, ou teria feito um post bem antes. De toda forma achei válido partilhar mesmo assim um trabalho que mais parece uma obra de arte.

Todo o conceito criativo da coleção Santo foi inspirada na arte sacra e nas memórias de infância que Lucas tem da casa dos seus avós. Eu não sou nem um pouco religiosa, mas ao ler o texto dele sobre a criação da coleção, rapidamente identifiquei algumas coisas que fizeram parte da minha infância também, como a quantidade imensa de santos dentro de um estrondoso relicário que minha avó guarda em casa. Ou as velas que vóvó acende no aniversário de morte de cada parente querido. Ou o terço que vóvó guarda perto da cama e que não dorme sem fazer suas orações por cada cabeça da casa. Ou ainda todas as vezes que vóvó diz "Deus lhe abençoe" e pergunta se eu ainda sei rezar o "Santo Anjo do Senhor", quando eu vou embora.

Por todas essas lembranças eu criei um carinho especial pela arte sacra. Não vou à Igreja, sou contra qualquer tipo de adoração religiosa, mas gosto da arte em si (paleta de cores, estamparias, texturas e a densidade da narrativa em si) Não sei se todo mundo sabe que existe uma diferença entre a arte sacra e a religiosa e enquanto uma aborda temas religiosos com sistemas de símbolos que nem sempre são aprovados pela Igreja, a outra se baseia na criação de obras destinadas à adoração, respectivamente.


No final das contas toda a coleção Santo de Lucas Barros me trouxe todas essas lembranças, essa sensação de proteção e cuidado divino de que são providas as avós. E acho que quando um designer consegue trazer pro público uma coleção que seja mais do que um monte de roupas bonitas, ele fez um trabalho com alma e primor.


Neste texto abaixo, vocês podem conhecer mais profundamente, e com as palavras do próprio, o conceito que levou Lucas Barros a criar a coleção Santo. O texto sozinho já é lindo. Cliquem para aumentar a imagem, se necessário. :)
 Beijos, Carols
2 comentários on "roupa santa"
  1. Que incrível esse post Carol!!!! Já viu as peças pessoalmente? Se não, espero que um dia possa ver....pq pessoalmente é que é maravilhoso....dá para ver que é pura poesia. Deu orgulhinho de ver um post sobre o Lucas aqui, ele merece que o Brasil o conheça.
    Beijos

    ResponderEliminar

Auto Post Signature

Auto Post  Signature