Rio de Janeiro - a saga - Parte V

09:36

Esse post é só de texto, por que foto nenhuma poderia ilustrar uma história assim. Leiam por favor. É uma comédia. hahahahahha Onde foi que eu parei mesmo? Ahhh...na feirinha da Praça General Osório!

• OS PLANOS FRUSTRADOS

Tá gente. Aí saí da feirinha, morrendo de calor e toda queimada do sol e da mochila pesada nos ombros (sou turista mesmo né???) e fui tratar de tomar um banho e colocar 200ml de hidratante em cada centímetro de pele. haahhahaha. Pra parte da tarde de domingo estava planejada minha ida clichê ao Bondinho do Pão de Açúcar e ao Cristo. Claro que o clima conspirou contra mim e, pra falar a verdade, não vi a cara do Cristo o final de semana inteiro por que as nuvens fizeram o favor de ficar na frente. 

Resumindo: uma super chuva se preparou no céu. Eu fui almoçar e vi que ia cair chumbo, então decidi que o Cristo e o Bondinho teriam que esperar pra próxima vez que eu fosse ao Rio. Afinal, eu não ia pagar 40 contoooooo pra ver nuvem né amiga!???? 
Pra não perder minha tarde de domingo e não sair do clichê carioca que eu estava tão obstinadamente imersa (hahahahahaha) fui fazer o quê? Assistir TROPA DE ELITE 2. Yurrulllll! Quer coisa mais carioca que isso???? Adoreiiiii! Adorei o filme, apesar do primeiro ser sempre o melhor mesmo!

• A VOLTA COMICO-TRÁGICA

Tá. Aí que a chuva caiu mesmo. Umas 18hs do domingo já estava chovendo e o Rio é igual a Recife: quando chove a cidade para. Mal sabia eu o que me esperava pela frente. 
Vôo marcado pras 23:40h no Galeão. Eu estava em Botafogo...ou seja...lá na... Às 21:30 já nenhum táxi de cooperativa nenhuma estava levando ninguém pra canto nenhum. Mas o porteiro legal do hotel tinha um taxista conhecido que talvez topasse a aventura de atravessar a cidade alagada. E o cara topou. E começou aí a viagem que eu achava que ia ser a última da minha vida.

Que taxista do Rio é louco no trânsito isso não é novidade pra ninguém e eu peguei alguns taxis assim por lá, mas igual a esse, nunca. O cara era lunático gente!!! Em plena chuva e ruas completamente alagadas ele conseguia andar a 80km por hora, passando por todas as bolsas de água em alta velocidade, com o carro sambando dentro dágua, passando sinal vermelho, pegando a contra-mão com todos os carros vindo em nossa direção, fazendo curvas abusadas e quando não tinha água na frente ele botava 100km na pista molhada! Gente...eu gritei e chorei dentro daquele táxi como se eu estivesse numa montanha russa! Foi um terror e acabei tendo que apelar e dizendo que estava grávida de 2 meses e ia perder meu bêbê. Daí ele sossegou e andou a 70km. 70 gente!!! Na chuva!!!! E sem nem usar cinto de segurança!!!!!!!

Eu achei que eu ia morrer. Juro. Nunca vi um carro quase perder o controle tantas vezes. E ter minha vida na mão de um louco. Passar pela Linha Vermelha foi um alívio pra mim, perto da agonia que eu senti em estar no banco de trás daquele táxi. Mas só teria como eu chegar no Galeão, pelas mãos de um louco mesmo.

Cheguei ao Galeão e advinhem? A pista tinha sido temporariamente fechada por conta da chuva. Avião não pousava. Logo...meu vôo das 23:40h ia atrasar. Parecia um filme. Eu mal tinha me recuperado da minha quase morte agonizante e ainda tinha o vôo atrasado. Já podia chorar só por mais 2 minutos???

Pra piorar (só mais um pouco) o único café da sala de embarque do aeroporto não estava aceitando cartão. Eu só tinha R$ 2,00 na carteira e uma batatinha frita de pacote era R$ 5,60! PQP Gzuis...me salva desse filmeeeee! Além disso centenas de passageiros com vôos atrasados e dormindo no chão, tiveram que ficar com fome por que o café fechava às 23h. Gente...como um aeroporto internacional não tem uma porcaria de uma lanchonete aberta 24h!?????? Absurdo.

Passei a madrugada tuitando minha revolta. hahahahaha. Acabei dormindo nos bancos da sala de embarque. Meu vôo saiu por volta das 2:40 da madrugada e eu ainda fiz escala em Brasília e Petrolina. Cheguei a Recife às 7h da manhã, tomei banho e vim trabalhar. 

Hoje eu tô rindo com isso. hahahahaha

Beijos, Carols

You Might Also Like

5 comentários

  1. hahahhaahahaha
    li tudinho!!!
    que aventura!!!
    ri demais qdo vc inventou que estava gravida de 2 meses!!!
    ;)

    ResponderEliminar
  2. kakaka...
    Se a lanchonete do aeroporto for Palheta, realmente não aceita cartão (absurdo mesmo)...
    Adorei a maneira como vc contou a história... e eu que pensei que essas coisas só acontecessem comigo... hahaha...
    Te desejo sorte da próxima vez.

    bjsssssssssssss

    ResponderEliminar
  3. carla dantas9.12.10

    Seu texto está o máximo,qdo leio tenho ainda mais saudades de Recife,o teu "40 contos",uma onda.Sou da terrinha,mas moro aqui no Rio, nunca peguei um taxista desses,mas hoje peguei um que me contou a sua vida amorosa em 30min,penseeee.Adoro seu blog.Sucesso sempre,viu?! bjs

    ResponderEliminar
  4. Gente do céu! haha Que doideira essa sua volta, hein? Até me lembrou as minhas viagens para o Rio. Sempre acontece alguma coisa e eu não vou conhecer o Cristo! Já fui lá 3 vezes com essa vontade na bagagem e só voltei com frustração. Ngm merece! rs. Pelo menos economizei nos 40 contos! HAHAHA Só não dei a "sorte" de encontrar um taxista maluco. E fiquei imaginando você dizendo que estava grávida, haha. Bom, aproveitando queria te parabenizar pelo blog. Conheci ele na semana passada e acho que já li tudo até abril! Virou um vício pra mim. Adoro suas dicas e seu estilo! Muito sucesso sempre! beijos.

    ResponderEliminar
  5. dá o telefone desse taxista aí, por favor.
    :D
    adoooooooooro velocidade. \o/

    ResponderEliminar

Subscribe